Diario do Sul
PORTUGAL 2020 SET

A partir de quinta-feira

Mértola revive herança árabe com Festival Islâmico

A inauguração da réplica de uma casa islâmica, na alcáçova do castelo de Mértola, marca o Festival Islâmico deste ano, que vai decorrer entre quinta-feira e domingo

Fonte: Diario do Sul

19 Maio 2015

A inauguração da réplica de uma casa islâmica, na alcáçova do castelo de Mértola, marca o Festival Islâmico deste ano, que vai decorrer entre quinta-feira e domingo para a vila alentejana reviver a "herança árabe".
Segundo a Câmara de Mértola, a promotora, a inauguração da réplica da Casa Islâmica, a "principal novidade" do festival deste ano, vai decorrer na quinta-feira, às 18:30, para permitir mostrar como eram as habitações do bairro islâmico da vila, no distrito de Beja.
Durante quatro dias, o festival vai "inundar" Mértola com músicas, artes e sabores para "recuperar" a "herança árabe" da vila, as suas ligações com o Norte de África e vivências da "Martulah" dos séculos XI e XII, quando era capital de um reino islâmico e um importante porto comercial nas rotas do Mediterrâneo.
Um dos principais atrativos do festival, o mercado de rua marroquino, o "souk", espalhado pelas ruas estreitas e íngremes do labiríntico centro histórico de Mértola, a lembrar as medinas de Marrocos, abre na quinta-feira às 10:30.
No "souk", que irá funcionar todos os dias do festival das 10:30 às 22:00, comerciantes de vários países mediterrânicos vão vender produtos, como roupas, calçado, artesanato, tapetes, bijutaria, chás, especiarias, frutos secos e doces, e haverá animações de rua.
A "banda sonora" do festival, numa mistura de sons de raiz árabe, lusa e andaluz, inclui espetáculos do projeto Serafim e as Vozes da Cal, no Cineteatro Marques Duque, todos os dias, ao final da tarde, e concertos na Praça Luís de Camões e no Cais do Guadiana, à noite.
A partir das 22:30, o Cais do Guadiana será o palco dos concertos do grupo Fado Violado e de Amar Sundy, na sexta-feira, e de Encuentro Flamenco Arabe e de Mdou Moctar, no sábado.
Na Praça Luís de Camões irão atuar o grupo Adducantur, na quinta-feira, às 22:30, Celina da Piedade, na sexta-feira, e Imidwan, no sábado, a partir da 01:30.
Exposições, sessões de contos de tradição islâmica e de cinema, conferências, oficinas de dança oriental, instrumentos musicais do mediterrâneo e cante alentejano, "workshops" de minerais e plantas aromáticas, apresentações de livros, jogos islâmicos e passeios de barco são outras ofertas do festival.
No domingo, a partir das 18:00, o Largo Vasco da Gama irá receber o espetáculo de encerramento do 8.º Festival Islâmico, que incluirá desfile e atuações de três grupos corais alentejanos, um de música tradicional portuguesa e dois de Marrocos.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.