Malo
Diario do Sul
diario jornal

Projeto é promovido pelo Grupo Diário do Sul, em parceria com a Fundação Alentejo

“Descobrir o Jornalismo” quer despertar interesse dos jovens para a comunicação social regional

Autor :Marina Pardal

Fonte: Redação DS

05 Junho 2018 | Publicado : 14:54 (06/06/2018) | Actualizado: 15:11 (07/06/2018)

“Descobrir o Jornalismo” é um projeto de incentivo à literacia e educação para a comunicação social, promovido pelo Grupo Diário do Sul, em parceria com a Fundação Alentejo.
Consiste numa iniciativa piloto que tem como público-alvo os alunos da Escola Profissional da Região Alentejo (EPRAL), mais concretamente os alunos do 1.º ano do curso Técnico de Multimédia.
Já decorreu o primeiro workshop que contou com a presença de jornalistas do Grupo Diário do Sul, bem como do editor executivo do jornal, Paulo Piçarra. Através desta sessão, tentou mostrar-se a importância do jornal em formato papel, bem como da comunicação social regional, ao mesmo tempo que se falou sobre “notícias falsas”.
Relativamente ao projeto, há também a salientar que “o objetivo é dar a conhecer a linguagem jornalística, aplicada neste caso no Grupo Diário do Sul, dar a conhecer a profissão de jornalista e estimular a sociedade civil a ser participativa no seu jornal regional”.
Pretende ainda “ampliar o leque de interesses dos estudantes, despertando a curiosidade por temáticas abordadas pelos meios de comunicação regionais”.
De acordo com a informação que consta no próprio projeto, outros objetivos definem-se por “tentar que os alunos e professores passem a ter mais interesse pela leitura; percebam e argumentem mais sobre factos atuais que envolvem a sociedade; tornar as aulas mais variadas, atualizadas e produtivas; ou os alunos e professores ficarem mais motivados e participantes no processo de aprendizagem e da vida comunitária”.
Para dar a conhecer o jornalismo a estes jovens, a estratégia passa pela realização de workshops na EPRAL, com jornalistas do Grupo Diário do Sul, tal como o que já foi realizado, para explicar o processo de elaboração das notícias e do próprio jornal, mas também focando as outras plataformas, como a rádio, o vídeo e as redes sociais.
Estão também previstas visitas de estudo às instalações do Grupo Diário do Sul e que os alunos que participam no projeto elaborem conteúdos que poderão ser divulgados através das plataformas deste grupo de comunicação social.
No final da primeira sessão, Raul Rasga, professor de Cultura e das Artes, considerou que este projeto “É importante para chamar a atenção dos alunos que o mundo não se resume só às redes sociais e que não obtêm só informação através das redes sociais”.
Recordou que “a escola abandonou um pouco esta temática da educação para os media, sobretudo nos anos 90 (século XX)”, lembrando que “existiam até apoios institucionais”.
Contudo, Raul Rasga constatou que “há sinais de algum regresso precisamente por causa das questões das redes sociais e das questões da velocidade de circulação de informação e da própria veracidade dessa informação”.
Na sua opinião, “é necessário regressarmos rapidamente a algumas práticas de educação para os media, que aliás estão previstas no perfil do aluno à saída da escola obrigatória”, alertando que “não são mais conteúdos, nem mais matéria, mas sim uma questão de cidadania, de formar cidadãos para uma democracia cada vez mais complexa”.
Essa ideia também foi partilhada por Margarida Delfino, aluna do curso Técnico de Multimédia.
“Este tema é muito interessante porque a maioria dos jovens não estão habituados a este tipo de palestras e intervenções”, referiu a jovem, focando que “acho importante sabermos aquilo que se passa no local onde vivemos”.
Margarida Delfino admitiu que “depois desta sessão é possível que tenha mais curiosidade em ler os jornais”, confessando que “leio mais livros do que jornais”.
Na sua perspetiva, “acho que falta um pouco isso nos jovens, o gosto pelos livros, pelo conhecimento, pela cultura, pelo intelectual”, concluindo que “é importante sensibilizar as pessoas para os jornais e para a rádio”.

Noticias Relacionadas

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.