auchan
Diario do Sul

7 curiosidades sobre o magnata do casino Stanley Ho

Tendo vivido um percurso tão rico e com tantos sucessos, pode-se perfeitamente dizer que a vida de Stanley Ho dava um filme.

23 Abril 2019

Depois de ter dedicado uma vida inteira à industria do jogo em Macau, aos 96 anos o empresário Stanley Ho retirou-se do império de casino SJM Holdings. Como forma de assinalar o seu percurso, fique a conhecer algumas curiosidades sobre a vida do empresário, conhecido pelo seu estilo de vida extravagante.

1. É descendente de uma família ambiciosa

A sua inclinação para os negócios de sucesso pode muito bem ter sido influenciada pela sua família. Stanley Ho é sobrinho-neto de Sir Robert Hotung, um dos mais influentes empresários e filantropos de Hong Kong. Por altura da sua morte, em 1956, este seu tio-avô foi considerado o proprietário de propriedades mais rico do país. Stanley Ho é ainda conhecido por fazer parte de uma família numerosa, com 12 irmãos e 17 filhos, que lançaram também os seus negócios de sucesso.

2. É um dos homens mais ricos do mundo

Graças ao seu império de casino, Stanley Ho fez parte da lista divulgada pela Forbes dos homens e mulheres mais ricos do mundo. Em 1990, os impostos da SJM Holdings contabilizavam mais de metade do rendimento anual de Macau, e em 2006 a receita gerada pelos casinos desta região ultrapassou a de Las Vegas. Atualmente a sua fortuna está estimada em 2.2 mil milhões de euros, sendo a sua filha Pansy Ho considerada uma das mulheres mais ricas de Hong Kong.

3. É proprietário do Casino Estoril

O império de casino de Stanley Ho não se ficou apenas por Macau, tendo deixado a sua marca também em Portugal. Em 1987 tornou-se representante da estrutura acionista maioritária da empresa Estoril Sol, responsável pelo Casino do Estoril, o Casino de Lisboa e o Casino da Póvoa. O grupo Estoril Sol é ainda o detentor da plataforma Casino Estoril online - app de jogo destinado às apostas online.

4. Fundou o Sky Shuttle para Macau

Conhecido por ser um homem ambicioso com ideias inovadoras, Stanley Ho desenvolveu alguns projetos arrojados. Um deles tratou-se da criação da primeira rota de helicóptero, destinada a transportar passageiros entre Hong Kong e Macau. Os planos para esta rota foram divulgados em 1961, mantendo-se atualmente em crescimento, com mais de 42 voos por dia.

5. Foi galardoado com várias distinções

Ao longo dos seus anos de carreira, o magnata acumulou uma série de prémios e títulos meritórios. Destacam-se as condecorações atribuídas pela Excelentíssima Ordem do Império Britânico, e o título de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique de Portugal, a maior homenagem que o governo português atribui. Para além destes reconhecimentos oficiais, Stanley Ho é ainda conhecido como “O Padrinho” e o “Rei do Jogo”, tanto em Hong Kong como na província de Macau.

6. Adora dançar

Um dos prazeres mais curiosos de Stanley Ho é o seu gosto pela dança. Quando não estava ocupado a gerir o seu império do jogo, gostava de dar um ar de sua graça na pista de dança. Ao longo dos anos aprendeu diversos estilos, como o chá-chá-chá, a valsa, o tango e o swing. Para além disso, Ho tornou-se num dos maiores apoiantes das artes e da dança em Hong Kong, tendo organizado diversos eventos de angariações de fundos para estas áreas. Atualmente é o patrono da Associação Internacional dos Professores de Dança e da companhia de ballet de Hong Kong.

7. A sua vida inspirou dois filmes e um videojogo

Tendo vivido um percurso tão rico e com tantos sucessos, pode-se perfeitamente dizer que a vida de Stanley Ho dava um filme. E foi isso mesmo que aconteceu em Casino Tycoon de 1992, vagamente inspirado na biografia do empresário. O filme teve uma sequela no final do mesmo ano, Casino Tycoon 2, tendo inspirado ainda a adaptação de um videojogo com o mesmo nome, lançado em 2001.

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.