merida enamora
Diario do Sul
El Faro Familia

Iniciativa assinala os 480 anos do Tribunal do Santo Ofício da Inquisição

Exposição no Museu de Évora mostra “marcas” da Inquisição na cidade

“Marcas da Inquisição em Évora: acervos do Museu e da Biblioteca Pública” é a última exposição que o Museu de Évora apresenta este ano, assinalando assim os 480 anos da implantação do Tribunal do Santo Ofício no país.

25 Outubro 2016

Inaugurada na passada quinta-feira, a exposição resulta de uma organização conjunta entre a Direção Regional de Cultura do Alentejo (DRCA) - Museu de Évora; CIDEHUS (Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades da Universidade de Évora), Biblioteca Pública de Évora e Fundação Eugénio de Almeida, com o apoio do município e dos bombeiros locais.

Segundo informação da DRCA, “o Tribunal do Santo Ofício da Inquisição começou a funcionar de forma continuada em Portugal em 1536 e perdurou até 1821”, recordando que “a bula que introduziu o Santo Ofício no país foi publicada em Évora, cidade onde, na altura, se encontrava a Corte”.

Para além disso, “Évora foi também sede de um dos quatro tribunais de distrito da Inquisição portuguesa”, referiu a DRCA.

O diretor do Museu de Évora, António Alegria, salientou que “este é um daqueles períodos em que aquilo que restou, além da bibliografia, é muito pouco”, considerando “que é uma maneira de mostrar a quase totalidade da coleção ligada à Inquisição”.

O mesmo responsável realçou que “basicamente é uma exposição bibliográfica, mas tem também alguns objetos pertencentes ao museu que faziam parte do espólio da Inquisição”.

Por sua vez, a diretora regional de Cultura do Alentejo, Ana Paula Amendoeira, focou que esta efeméride continua a ter “uma importância muito grande, pois foi um facto histórico longo e negativo, mas que faz parte da história”.

Na sua perspetiva, “temos que conhecê-lo como forma de prevenir o presente e o futuro”.

Essa opinião foi partilhada pelo presidente da Câmara de Évora, Carlos Pinto de Sá. “Para além de ter sido uma iniciativa de várias entidades e de vários cidadãos, regista uma data que nos parece importante, até porque ao contrário do que se possa pensar é um tema que está muito atual, uma vez que a questão das intolerâncias está presente no nosso dia-a-dia e são uma ameaça ao futuro”, constatou o autarca.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.