Diario do Sul
diario jornal

Segundo a Marktest

Rádio Telefonia está entre as mais ouvidas do Alentejo

É uma das frequências que tem mais ouvidos à escuta a sul do país. Os 103.2 que sintonizam a Rádio Telefonia do Alentejo estão entre as preferências dos ouvintes, segundo os dados oficiais revelados no estudo Bareme Rádio da Marktest.

Autor :Roberto Dores

Fonte: Redação

16 Janeiro 2017 | Publicado : 15:09 (16/01/2017) | Actualizado: 15:11 (16/01/2017)

A estação do grupo “Diário do Sul” alcançou uma média de 0,3% no Ranking de Audiências Acumulada de Véspera nos últimos dois anos, mas houve mesmo meses em que chegou aos 0,5% de audiência, fixando-se no primeiro lugar entre as estações emissoras do Alentejo.

Para o diretor da Telefonia, Paulo Piçarra, os resultados obtidos são motivo de “orgulho” para toda a equipa e, simultaneamente, de “maior responsabilidade” rumo ao futuro, onde a estação quer manter um lugar de topo, apostando para isso em novas tecnologias e inovando com programas mais arrojados, onde as reportagens de rua vão começar a ter uma maior preponderância na emissão, que vai continuar a privilegiar a informação e a cultura popular alentejana.

“Queremos ir ainda mais ao encontro das pessoas e para isso temos que estar lá fora. No fundo, queremos fazer uma rádio de fora para dentro do estúdio, reforçando a equipa e os meios técnicos para garantir um trabalho de qualidade à altura da exigência dos nossos ouvintes”, explica Paulo Piçarra.

De resto, a fidelidade de quem ouve a Telefonia está expressa no estudo da Marktest. “Nós já o sabíamos, porque andamos pela cidade e ouvimos a rádio em muitos sítios onde entramos. As próprias pessoas falam connosco, mas estes dados oficiais são a demonstração da fidelidade dos nossos ouvintes para quem trabalhamos diariamente de forma dedicada”, sublinha, atribuindo a boa classificação da rádio que dirige à aposta que ao longo dos anos foi sendo feita nas pessoas.

Ou seja, explica, “quando criámos a Telefonia percebemos que Évora tinha espaço para fazer uma rádio muito virada para as pessoas, onde todos pudessem ter voz. Desde os ouvintes, aos músicos, aos poetas, aos grupos corais, aos alunos, professores, empresários, políticos. Enfim, uma rádio aberta à região com espaço para todos”, justifica o diretor, admitindo que este projeto tem sido vencedor, mesmo quando há dez anos eram grandes as dúvidas que se erguiam sobre o futuro das rádios perante os desafios colocados pelas novas tecnologias, com outras plataformas de informação e música. Afinal, as rádios mantiveram a sua influência e a Telefonia não foi exceção. Aliás, a frequência mais sintonizada em Évora consolidou mesmo a sua posição e continua a prometer falar até que a voz lhe doa. E talvez depois disso também.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.