merida enamora
Diario do Sul
Twitter rectangular

Campo Maior

Campo Maior é "Cidade dos Afetos".

24 Janeiro 2017 | Publicado : 10:45 (24/01/2017) | Actualizado: 10:45 (24/01/2017) | Fonte: Câmara Municipal de Campo Maior

Decorreu nos Paços do Concelho, a Cerimónia de Adesão do Município de Campo Maior ao Movimento "Cidade dos Afetos", iniciativa através da qual os Municípios aderentes se comprometem, dentro das suas possibilidades, promover e apoiar ações que visem desenvolver e criar afetos entre os cidadãos, nos respetivos concelhos.
Numa cerimónia que contou com a presença do Assessor para a Saúde do Presidente da República, Mário Pinto e do responsável pela criação deste Movimento e Delegado de Saúde do ACES Arco Ribeirinho, Mário Durval, o Presidente do Município, Ricardo Pinheiro, afirmou que Campo Maior sempre foi uma "terra de afetos", que viveu sempre de "porta aberta", e onde, cada campomaiorense tinha a certeza que ao seu lado existe sempre um vizinho, um familiar ou um amigo, preocupado com as necessidades do próximo e disposto a distribuir afectos, "esta é uma oportunidade de reforçar esse sentimento.
Participaram ainda na cerimónia o Delegado de Saúde do Norte Alentejano, José Baptista Martins, o Delegado de Saúde do ACES Oeste-Norte, Jorge Manuel Sousa Nunes, a Vereadora do Município do Barreiro, Regina Janeiro e a Presidente do Conselho de Administração da ULSNA, Dorinda Gomes Calha.
Seguiu-se uma dramatização do conto "O Coração e a Garrafa", de Oliver Jeffers, pelo Projeto de Teatro do Município, EntrePalcos.
Depois da cerimónia, assinalou-se o momento com a criação da "Corrente dos Afetos de Campo Maior", na escadaria do edifício da Câmara Municipal, seguindo-se uma visita ao novo Posto de Fisioterapia.
Este novo espaço, totalmente adpatado e equipado para as suas funções, substitui o antigo posto que funcionava no rés-do-chão do edificio da Câmara Municipal e, nas palavras da fisioterapeuta responsável pelo espaço, Cláudia Canhoto, vem melhorar substancialmente as condições oferecidas aos utentes que necessitam
deste serviço e que, desta forma, passam a dispôr de um espaço muito mais amplo e funcional, que vem colmatar algumas das dificuldades sentidas nas antigas instalações.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.