merida enamora
Diario do Sul
Twitter rectangular

Monsaraz

Município de Reguengos de Monsaraz vai investir 1,36 milhões de euros na vila medieval de Monsaraz

Candidatura aprovada pelos fundos comunitários para finalizar requalificação das muralhas de Monsaraz e reabilitação do Caminho da Barbacã

03 Fevereiro 2017 | Fonte: Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz

A candidatura ao Alentejo 2020 para a requalificação de uma parte das muralhas de Monsaraz e para a reabilitação do Caminho da Barbacã foi aprovada e o procedimento para a empreitada de execução das obras será lançado até ao final de janeiro. Este projeto do Município de Reguengos de Monsaraz, no valor de 1,36 milhões de euros, vai ser comparticipado a 75 por cento pelo FEDER e permitirá finalizar a recuperação estrutural das muralhas da vila medieval e criar um percurso pedestre no interior e no exterior do castelo, junto à Barbacã, com ligação ao Centro Interativo da História Judaica em Monsaraz.

As intervenções têm como objetivo recuperar e preservar o património, mas também assegurar a sua promoção e dinamização, valorizando-o e reforçando a cultura como um fator de desenvolvimento. O projeto visa igualmente contribuir para aumentar a oferta turística e para a melhoria do bem-estar da população, sensibilizando-a para os valores em presença, na perspetiva de que foram e devem ser o garante da preservação ambiental e da manutenção da identidade cultural.

As obras integram a reabilitação do caminho da Barbacã exterior, o desenho de uma proteção ao longo da Rua da Guarda, a articulação entre a Porta de Évora e o Caminho da Barbacã, a reabertura da Porta Sul do Castelo e a sua ligação à Barbacã Sul e a recuperação do pátio da Casa da Inquisição e a sua união ao Castelo. Com a implementação deste projeto resolvem-se as necessidades prementes de consolidação dos paramentos do castelo, das muralhas e da antiga Barbacã de Monsaraz, articulando-se esta operação de conservação com a restituição à vila histórica de uma parte muito significativa do antigo caminho das fortificações exteriores, o perdido caminho da Barbacã, possibilitando a visita completa da sua primeira e exterior linha de defesa e o acesso aos baluartes e revelins a Sul.

As fortificações de Monsaraz estão classificadas como Monumento Nacional desde 1946, tendo sido aumentada a sua abrangência em 1971 a todo o conjunto medieval intramuros da vila.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.