Diario do Sul
diario jornal

DELTA Q MY QOFFEE ELEITO PRODUTO DO ANO

RUI MIGUEL NABEIRO RECEBE PRÉMIO

Marcas distinguidas pela inovação, atratividade e satisfação

Fonte: Nota de Imprensa

10 Fevereiro 2017

Rui Miguel Nabeiro, CEO da Delta, esteve presente na entrega dos prémios do Produto do Ano (PDA) 2017, para receber o galardão, escolhido pelos consumidores, pelo Delta My Qoffee.

Na edição deste ano, as grandes marcas vencedoras foram a Nestlé, que arrecadou o selo nas categorias Fruta para Bebés, Papas Infantis e Leites Infantis; e o Grupo Whirlpool Portugal SA com as marcas: Whirlpool, Hotpoint e Indesit que venceu nas categorias Frigoríficos Combinados, Fornos Hidrolíticos e Máquinas de Lavar Roupa. Destaque ainda para a Oriflame que conquistou o Produto do Ano em Perfumes e Tratamentos Faciais.

Os prémios são atribuídos pela organização internacional presente em 37 países e é o mais antigo selo do género que premeia produtos que se destacam, na sua categoria, pela inovação, atratividade e satisfação e com voto direto dos consumidores.

Sobre o PDA: O Produto Ano é o prémio mais antigo no mundo e assinala 30 anos de existência em 2017 (13 em Portugal). O Produto do Ano (PDA) é agora gerido pela recém criada Product of the Year Portugal, cujo CEO é José Borralho que detém também em Portugal a "Escolha do Consumidor" e o "Great Taste Awards".

É o único Prémio de Inovação no Grande Consumo, que premeia os produtos que se destacam, na sua categoria, pela inovação, atratividade e satisfação e com voto direto dos consumidores. Nesta edição foram envolvidos seis mil consumidores consequência de uma melhoria da metodologia. O Prémio foca-se nos novos produtos (lançados nos últimos 18 meses) comercializados na grande distribuição e está hoje presente em 37 países nos 5 continentes. Inscreveram-se 51 empresas distribuídas por 25 categorias que vão desde os combustíveis aos perfumes.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.