Diario do Sul
Twitter rectangular

Viana do Alentejo

Município de Viana tem aprovada mais uma candidatura

Fonte: Nota de Imprensa

13 Fevereiro 2017

O Município de Viana do Alentejo viu aprovada a candidatura “Museografia do PAGUS”, a instalar no Paço dos Henriques, em Alcáçovas, no âmbito do Programa Operacional da Região Alentejo 2020, num investimento previsto de cerca de 450 000,00€ (450 mil euros), cofinanciado pelo FEDER em 75% e a investir em 2017 e 2018. A presente candidatura destina-se a promover a museografia do Paço dos Henriques que foi, recentemente, alvo de requalificação no âmbito do QREN.
Essa intervenção criou condições para a instalação do PAGUS, um projeto museográfico pioneiro, enfocado na promoção de marcas identitárias do território com impacto relevante para a região, como é o “Fabrico dos Chocalhos”, consagrado como Património Cultural Imaterial da Humanidade com Necessidade de Salvaguarda Urgente pela UNESCO desde 2015 e tendo a freguesia de Alcáçovas como sua “capital”.
Estes elementos serão materializados na criação de um Museu da Paisagem, direcionado para a salvaguarda da paisagem e do património imaterial do Alentejo, e têm como principais objetivos a implementação de políticas públicas para a conservação da paisagem e para a salvaguarda do Património Cultural Imaterial e a promoção, de forma integrada, do concelho de Viana do Alentejo, cruzando e articulando os vários patrimónios entre si.
Para Bengalinha Pinto, Presidente da Câmara Municipal, este é “mais um projeto de enorme importância para o concelho de Viana que, por um lado, cria mais condições para a salvaguarda do Fabrico dos Chocalhos, e, por outro, dota o Paço dos Henriques de conteúdos adequados à sua história e localização, prevendo-se ainda uma maior atratividade do monumento”. No fundo, Bengalinha Pinto considera que será mais “um contributo para a valorização do próprio território e para a dinamização da economia local”.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.