Diario do Sul
diario jornal

Organização da APPACDM e da Universidade de Évora – Enablin

Educação inclusiva e deficiência intelectual debatidas em Évora

21 Fevereiro 2017

"Projeto Viver Sénior"

" id="1535-projeto-viver-senior" data-full="/m/r/x960/media/files/1535_cavaquinhos-arraiolos.jpg" title=""Projeto Viver Sénior"" >

Conferência sob o tema: "Évora, meio século de Pastoral extra-muros"

" id="1563-conferencia-sob-o-tema-evora-meio-seculo-de-pastoral-extra-muros" data-full="/m/r/x960/media/files/1563_conferencia-d-francisco-senra.jpg" title="Conferência sob o tema: "Évora, meio século de Pastoral extra-muros"" >

"ROTA DOS MÁRMORES(R)” 2017 - VII Passeio de Primavera

" id="1626-rota-dos-marmoresr-2017-vii-passeio-de-primavera" data-full="/m/r/x960/media/files/1626_cartaz-estremoz-2017-artboa.jpg" title=""ROTA DOS MÁRMORES(R)” 2017 - VII Passeio de Primavera" >

Diário do SUL apresenta hoje como "capa falsa" o Suplemento Imobiliário Century 21 - Porta do Alentejo

" id="1660-diario-do-sul-apresenta-hoje-como-capa-falsa-o-suplemento-imobiliario-century-21-porta-do-alentejo" data-full="/m/r/x960/media/files/1660_capa-falsa1.jpg" title="Diário do SUL apresenta hoje como "capa falsa" o Suplemento Imobiliário Century 21 - Porta do Alentejo" >

Diário do SUL apresenta hoje como "capa falsa" o Suplemento Imobiliário Century 21 - Porta do Alentejo

" id="1661-diario-do-sul-apresenta-hoje-como-capa-falsa-o-suplemento-imobiliario-century-21-porta-do-alentejo" data-full="/m/r/x960/media/files/1661_capa-falsa1.jpg" title="Diário do SUL apresenta hoje como "capa falsa" o Suplemento Imobiliário Century 21 - Porta do Alentejo" >

Exposição "Mirar Portugal"

" id="1964-exposicao-mirar-portugal" data-full="/m/r/x960/media/files/1964_sem-titulo-2.jpg" title="Exposição "Mirar Portugal"" >

Foram dois dias de debate sobre educação inclusiva e deficiência intelectual que decorreram em Évora, numa organização conjunta entre a Universidade de Évora (UÉ) - Departamento de Psicologia da Escola de Ciências Sociais e a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Évora.

O auditório da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo foi o palco da IV Conferência Internacional em Educação Inclusiva e do 1º Seminário sobre Deficiência Intelectual, na quinta e sexta-feira passadas.

Segundo Adelinda Candeias, da UÉ e coordenadora do projeto Enablin+, “a APPACDM de Évora organizou o seu primeiro Seminário sobre Deficiência Intelectual, integrado na nossa IV Conferência Internacional em Educação Inclusiva, que teve edições anteriores também em Évora e também no âmbito de outros projetos europeus, com vários parceiros internacionais”.

Explicou ainda que “no caso desta quarta conferência pretendemos divulgar as reflexões e os trabalhos desenvolvidos nos últimos dois anos nos oitos países parceiros do projeto Enablin+, que tem parceiros da Holanda, Bélgica, Itália, Roménia, Bulgária, França, Portugal e da ilha de Reunião”, referindo que “temos um avaliador externo de Inglaterra”.

Adelinda Candeias destacou que “no primeiro ano do projeto fizemos uma identificação das boas práticas na área da inclusão de pessoas com deficiência (crianças, jovens e adultos) e no segundo ano desenvolvemos cursos de formação para mediadores de inclusão, que podem ser técnicos, pais, professores, enfermeiros, terapeutas ou pessoas com deficiência”, especificando que “cada país desenvolveu um formato de curso adequado às suas necessidades”.

Por sua vez, Rosa Moreira, psicóloga e coordenadora técnica da APPACDM de Évora, realçou que “no nosso seminário falámos sobre a deficiência intelectual no geral, com focos em áreas como a educação, participação social, trajetos para o futuro ou os direitos das pessoas com deficiência”.

Na sua perspetiva, “o grande objetivo foi colocar todos os agentes que participam na inclusão a conversar, partilhar e refletir sobre este tema, nomeadamente sobre a participação da pessoa com deficiência intelectual na sociedade e sobre o seu próprio futuro”.

Já na sessão de abertura, o presidente da Direção da APPACDM de Évora, Silvino Costa, fez uma breve apresentação desta instituição, realçando que “neste momento, damos resposta a cerca de 550 pessoas, através de várias unidades e contamos com 77 colaboradores”.

Como anfitrião, Roberto Grilo, presidente da CCDR Alentejo, deu as boas-vindas e evidenciou que “este congresso internacional foi um dos promotores de divulgação de boas práticas na área da inclusão e qualidade de vida das pessoas com deficiência intelectual nas suas diferentes vertentes, potenciando a troca de experiências e a construção de pontes”.

Essa opinião também foi expressa pelo presidente da Câmara de Évora, Carlos Pinto de Sá. “É uma iniciativa que teve o objetivo de procurar responder a um problema social em que é necessário partilhar experiências”, sublinhou.

O autarca realçou também “a parceria entre a UÉ e, neste caso, a APPACDM de Évora, o que é fundamental em todos os aspetos da vida do concelho e da região, mas em particular nesta área, pois a cooperação entre instituições é fundamental para poder traduzir-se em melhorias no setor”.

Por último, interveio a secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, que salientou a importância de refletir sobre o projeto Enablin+.

Frisou que “a inclusão não se faz considerando apenas as associações, as famílias ou as entidades com responsabilidades na área”, reforçando que “a inclusão faz-se com todos, trabalhando em rede e mediante uma intervenção multidisciplinar”.

Para Ana Sofia Antunes, “daí que a inclusão seja alcançada pela educação”, exemplificando com “as consequências que um percurso educativo de sucesso pode ter na maior ou menor facilidade num processo de inclusão”.

Constatou ainda que “a inclusão faz-se através da prática desportiva, da cultura ou da promoção de mais e melhor saúde”.

 

Sessão de abertura com Adelinda Candeias (UÉ), Carlos Pinto de Sá (CME), Ana Sofia Antunes (secretária de Estado), Roberto Grilo (CCDRA) e Silvino Costa (APPACDM).    

 

 

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.