Diario do Sul
diario jornal

"ADELAIDE.FARM" apresentada em Serpa

Plataforma para compra direta de produtos hortofrutícolas

A plataforma “Adelaide.farm”, criada pela empresa Myfarm, em parceria com a PDM e com a Guess What, vai ser apresentada em Serpa, na próxima quinta feira, dia 30, pelas 16:00h, no Centro de Apoio e Desenvolvimento Económico, na rua Dr. Luís de Almeida e Albuquerque, nº 2.

29 Março 2017 | Publicado : 12:06 (29/03/2017) | Actualizado: 12:08 (29/03/2017)

A plataforma “Adelaide.farm”, criada pela empresa Myfarm, em parceria com a PDM e com a Guess What, vai ser apresentada em Serpa, na próxima quinta feira, dia 30, pelas 16:00h, no Centro de Apoio e Desenvolvimento Económico, na rua Dr. Luís de Almeida e Albuquerque, nº 2.

Esta iniciativa, que conta com o apoio da EDIA, enquadra-se na estratégia da Empresa para a promoção da agricultura de regadio na pequena propriedade, visando ajudar e estimular os pequenos produtores no escoamento dos seus produtos.

A plataforma “Adelaide.farm” permite uma ligação direta entre a oferta e a procura de produtos hortofrutícolas associados às pequenas explorações, assegurando o escoamento dos seus produtos e dinamizando assim a atividade agrícola na pequena propriedade.

Esta plataforma, de utilização quer por produtores, quer por consumidores, permite ao consumidor final um mais fácil acesso à produção, criando relações de confiança com o produtor.

Recorde-se que a EDIA tem vindo a estimular junto dos pequenos agricultores a exploração de pequenas áreas agrícolas com recurso ao regadio, criando para o efeito as academias das hortícolas e a das plantas aromáticas e medicinais.

O Projeto de Alqueva está nesta data concluído naquilo que foi o seu desenho inicial, disponibilizando 120 mil hectares de terrenos infraestruturados e servidos com água de Alqueva, enquanto se perspetiva a beneficiação de mais 47 mil hectares nas zonas de expansão do projeto.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.