acerca otoño 2
Diario do Sul
diario jornal

EPAL/AdVT resolve problema de falta de água no município do Redondo

Fonte: Nota de Imprensa

05 Setembro 2017

A EPAL / AdVT (Águas do Vale do Tejo), juntamente com a Associação dos Beneficiários da Obra da Vigia e em articulação com o Município de Redondo, encontraram uma solução no sentido de minimizar os efeitos da seca sobre o sistema de abastecimento público que serve a região do Redondo.
A solução de engenharia encontrada foi concebida e executada com meios internos da EPAL/AdVT e compreende duas ligações e a utilização de uma conduta existente (da AdVT) de forma reversível, possibilitando a ligação da água  proveniente da barragem do Alqueva diretamente à Estação Elevatória da Vigia, viabilizando o acesso a outra origem de água, de melhor qualidade e quantidade, solução que mereceu o imediato apoio da APA e demais entidades envolvidas.
O sistema constitui assim uma solução de adaptação às alterações climáticas, na linha do que a EPAL tem vindo a desenvolver, de forma pioneira, já há vários anos para outras regiões por si abastecidas.
Importa referir que o abastecimento de água ao Município do Redondo é efetuado a partir de uma captação superficial existente na Albufeira da Vigia e, atendendo  à situação de seca extrema que a região atravessa e também devido ao facto da albufeira ser  utilizada para rega de vastas áreas agrícolas, o seu volume tem vindo a reduzir progressivamente, tendo atingido níveis limite que poderão condicionar a quantidade e a qualidade da água captada. Sem estas medidas, hoje implementadas, a continuidade do abastecimento em condições normais às populações, encontrava-se em risco.
Paralelamente, no âmbito do Programa de Prevenção, Controlo e Gestão da Seca, coordenado pela APA, e do próprio Plano de Contingência para a Albufeira da Vigia, desenvolvido pela EPAL/AdVT, estão a ser preparadas e implementadas diversas outras medidas de contingência visando a minimização dos efeitos da seca ao nível do abastecimento as populações.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.