Diario do Sul
Twitter rectangular

app VIVE+AQUI

MDM de Évora desenvolve aplicação móvel para ajudar vítimas de violência doméstica

Autor :Marina Pardal

Fonte: Redação

19 Dezembro 2017

O núcleo de Évora do Movimento Democrático de Mulheres (MDM) desenvolveu uma aplicação para telemóvel, a app VIVE+AQUI, que tem como objetivo ajudar vítimas de violência doméstica, bem como familiares e amigos, instituições e comunidade em geral.
Foi na véspera do Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, assinalado a 25 de novembro, que o MDM apresentou esta ferramenta digital gratuita, desenvolvida no âmbito do projeto MulherQvive+aQui.
A sessão decorreu no Salão Nobre da Câmara Municipal de Évora, contando com a presença de Joana Sofio, da Direção Nacional e do Núcleo de Évora do MDM; Alexandre Varela, vereador do Município de Évora; Vanessa Borges, da equipa de projetos MDM; Rosa Coelho, coordenadora do projeto MulherQvive+aQui; e Maria de Fátima Marques, professora da Universidade de Évora – Escola de Enfermagem.
Relativamente ao MulherQvive+aQui, é cofinanciado pelo POISE - Programa Operacional de Inclusão Social e Emprego, pelo Portugal 2020 e pelo Fundo Social Europeu da União Europeia.
Teve início em janeiro deste ano e tem a duração de um ano e meio, sendo que a área de intervenção abrange os concelhos de Évora, Montemor-o-Novo, Arraiolos, Reguengos de Monsaraz e Mora.
De acordo com Rosa Coelho, “este é um projeto desenvolvido pelo núcleo de Évora do MDM e pretende sensibilizar localmente mulheres e públicos específicos vulneráveis para a importância de prevenir e combater as discriminações de género, a violência doméstica e o tráfico de seres humanos”.
Entre outras ações que têm sido realizadas, como a elaboração de materiais informativos ou a realização de campanhas de sensibilização para a igualdade, uma das atividades contemplada no projeto é a criação de “uma aplicação móvel para informar a população dos concelhos abrangidos pelo projeto sobre violência doméstica”.
Foi neste contexto que surgiu a app VIVE+AQUI. Segundo Rosa Coelho, “esta aplicação móvel está em fase de testes e prevê-se que até ao final deste ano esteja disponível”.
A coordenadora do projeto MulherQvive+aQui explicou que a mesma está “disponível para iPhone e Android IOS, podendo ser instalada gratuitamente através da App Store e Play Store”.
Realçou também que esta ferramenta “disponibiliza informação sobre violência doméstica, clarificando o conceito, formas e ciclo da violência e os direitos das vítimas”.
Rosa Coelho frisou ainda que “esclarece sobre o que fazer e onde se dirigir em caso de violência doméstica”.
Alertou também que “a aplicação não substitui os serviços de emergência e de apoio a vítimas de violência”, classificando-o como “um instrumento complementar e informativo”.
Em relação às funcionalidades e segurança desta aplicação, a mesma responsável destacou que “dá acesso a informação, consulta de legislação, requerimentos e outros documentos”.
Acrescentou que “dá acesso a contactos institucionais por distrito, permitindo também criar contactos pessoais e pedir ajuda de forma discreta”.
Segundo Rosa Coelho, “permite registos pessoais de ocorrências, incluindo gravação áudio e imagens”.
Evidenciou ainda que “os registos encontram-se protegidos por código PIN, ao mesmo tempo que possui um botão de emergência”.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.