Diario do Sul
Twitter rectangular

Restantes órgãos sociais devem ser eleitos a 19 de fevereiro

José Calixto é o novo presidente da ADRAL

Autor :Marina Pardal

Fonte: Redação

17 Janeiro 2018

Decorreu a Assembleia Geral de acionistas da Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo (ADRAL) que legitimou o novo presidente do Conselho de Administração desta instituição.

A ADRAL é agora presidida por José Calixto, que é também presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz.

O autarca explicou ao Grupo Diário do Sul que “a ADRAL é constituída por um Conselho de Administração (CA), uma Comissão Executiva, um Conselho Fiscal e uma Assembleia Geral”.

Esclareceu que “o CA da ADRAL é presidido pela Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC), cujo representante sou eu”, focando que “o CA da Agência tem uma Comissão Executiva, à qual eu também presido”.

Disse ainda que “no dia 19 de fevereiro, na próxima Assembleia Geral, vão decorrer eleições para escolher os restantes órgãos sociais”.

Relativamente à Assembleia Geral realizada ontem, José Calixto realçou que “propus-me a apresentar no espaço de um mês toda a informação relevante do ponto de situação da ADRAL e tudo aquilo que tem a ver com a apresentação de estratégias que possibilitem aos novos órgãos sociais terem uma perspetiva de qual é o papel da Agência e de que forma se conseguirá atingir esses objetivos estratégicos”.

Para o novo presidente do CA, “a ADRAL tem um papel muito importante na região”, precisando que “tem vários milhões de euros de projetos comunitários sob a sua gestão e portanto necessita de uma atenção mais profissional e que permita ao Alentejo ter um instrumento de desenvolvimento económico e de promoção internacional da sua atividade económica e dos seus agentes económicos que de facto atue em todo o território”.

Constatou que “para isso temos um corpo de acionistas de referência em toda a região, quer na economia privada, quer na gestão pública local e nacional e dos órgãos descentralizados do Estado”.

José Calixto afiançou que “contamos com todos eles para que esse documento que acompanha a eleição dos novos corpos sociais seja um documento estratégico e eficaz em toda a região”.

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.