Diario do Sul
diario jornal

Jovens participaram no projeto “Empreendedorismo nas Escolas”

Alunos do Alandroal apresentaram ideias de negócio no NERE

Autor :Marina Pardal

Fonte: Redação

16 Março 2018

Identificar um problema, encontrar uma solução e criar uma ideia de negócio. Resumidamente, foram estes os passos dados pelos alunos de duas turmas de 9.º ano da Escola do Alandroal, no âmbito do projeto “Empreendedorismo nas Escolas”.
Depois de conceberem os seus projetos, os jovens submeteram-nos à apreciação de um júri, constituído por representantes do NERE (Núcleo Empresarial da Região de Évora), da ANJE (Associação Nacional de Jovens Empresários), do CLDS (Contrato Local de Desenvolvimento Social) do Alandroal e do Grupo Diário do Sul.
A sessão de apresentação desses trabalhos decorreu no dia 1 de março, nas instalações do NERE, tendo estes alunos visitado na ocasião o PACT (Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia), a Evoratech e a incubadora do NERE.
À margem da iniciativa, Paula Paulino, diretora executiva do NERE, referiu que “há quatro anos que realizamos este projeto do 'Empreendedorismo nas Escolas'”, explicando que “a metodologia é de um parceiro nosso, a AIP (Associação Industrial Portuguesa), e fazemos este projeto a nível das escolas, com parcerias com os CLDS, neste caso do Alandroal, Évora e Redondo”.
Acrescentou que “no Alandroal é o único caso em que é com alunos do 9.º ano, os outros são de 12.º ano”.
De acordo com a mesma responsável, “o objetivo deste projeto é incentivar os mais novos a pensarem, a serem criativos e a identificarem necessidades que existam ao nível do concelho, por exemplo, para que mais tarde ao longo do seu percurso possam pensar numa alternativa mais empreendedora a nível profissional, seja para trabalhar por conta própria, seja para trabalharem por conta de outrem”, reforçando que “é uma forma de abrirem os horizontes e de identificarem oportunidades de negócio”.
Para Paula Paulino, “é sempre muito gratificante, quer para nós que acompanhamos esta juventude, quer para eles, porque podem fazer algo diferente, mas que está integrado naquilo que é a aprendizagem, ajudando-os, por exemplo, a exporem as suas ideias ou a pensarem diferente com um espírito crítico”.
Por sua vez, Dulce Gonçalves, técnica responsável pelo Eixo 1 e 3 do CLDS do Alandroal, começou por referir que “o CLDS do Alandroal teve início em outubro de 2015 e vai terminar em setembro de 2018”, esclarecendo que “este projeto do 'Empreendedorismo nas Escolas' é uma das atividades do Eixo 1”.
Realçou que “esta atividade pretende incutir e abordar o tema do empreendedorismo junto dos mais jovens, neste caso os alunos do 9.º ano, porque no Alandroal não temos 12.º ano”.
Segundo Dulce Gonçalves, “fomos abordando este tema ao longo de diversas sessões e, na passada quinta-feira, os alunos apresentaram os seus trabalhos finais, um projeto de empreendedorismo, onde tiveram de definir o objetivo do projeto, o problema que deu origem ao projeto e a ideia, no fundo definiram como é que o negócio deles iria surgir”.
Salientou ainda que “participaram os alunos das duas turmas de 9.º ano, tendo sido divididos por vários grupos”.
No final, o júri escolheu dois projetos vencedores, um de cada turma. Os alunos desses dois grupos receberam, cada um deles, um voucher de compras no valor de dez euros para ser gasto numa das papelarias do Alandroal.
Numa das turmas, o projeto vencedor foi uma aplicação que permite a localização exata do autocarro, para que as pessoas possam gerir melhor o tempo e não precisem de estar ao frio e à chuva, caso o autocarro esteja atrasado.
Na outra turma, venceu um projeto para criar uma loja com roupa e acessórios para bebé e crianças, com confeção própria e peças personalizadas, tendo o grupo apresentado algumas peças já criadas por um dos elementos.

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.