Malo
Diario do Sul
diario jornal

Distinção

O nosso maior sobreiro é a Árvore do Ano

Tem nome e idade. Chama-se Sobreiro Assobiador e conta 234 anos. Vive em Águas de Moura, paredes meias com o Alentejo, e é apresentado como sendo o maior e mais antigo sobreiro do mundo, estando classificado como árvore de interesse público desde 1988. Os seus atributos foram agora exibidos internacionalmente, tendo conquista a corrida para árvore do ano.

Autor :Roberto Dores

Fonte: Redacção «Diário do SUL»

23 Março 2018

Foi a primeira vez que Portugal participou no concurso "European Tree of The Year", que valoriza a importância da história de cada árvore, tendo como objetivo salientar o vínculo afetivo entre as comunidades e as árvores. Além disso, o certame dá destaque à importância de cada árvore para a herança natural e cultural do país.

Segundo explica Nuno Calado, secretário-geral da União da Floresta Mediterrânica, qualquer árvore que surja a concurso tem de ter uma história associada. “Este tem esta história de ser o sobreiro assobiador, porque é enorme, tem uma copa gigantesca. É nele que pousam tantos pássaros que lhe deram esta alcunha”, sublinha, acrescentando que os longos anos de vida e quantidade de cortiça que já produziu para rolhas também contribuíram para que fosse agora apresentado ao concurso.

O sobreiro tem mais de 14 metros de altura e um perímetro de tronco superior a 4,15 metros. Conta Nuno Calado que em 1991, por exemplo, teve o mérito de produzir mais cortiça do que a maior parte dos sobreiros produzem em toda a vida, dando origem a mais de 100 mil rolhas.

Portugal competiu com outros 12 países europeus: a Bélgica, a Bulgária, a Croácia, a República Checa, a Hungria, a Lituânia, Polónia, a Roménia, a Rússia, a Eslováquia, a Espanha e o Reino Unido. O sobreiro assobiador português concorreu contra 12 árvores históricas como a tília belga, a sequoia búlgara ou o ulmeiro espanhol.

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.