euroace
Diario do Sul
diario jornal

ÉPOCA DESPORTIVA 17/ 18 FOI A MELHOR TEMPORADA DESPORTIVA DOS «AMIGOS DE SÃO BRÁS DOS MATOS»

EQUIPA QUE TEM COMO LEMA PRINCIPAL A «FORÇA DE VONTADE»

Os «Amigos de São Brás dos Matos» são um grupo sem quaisquer fins lucrativos vocacionado para a prática desportiva do futebol que «nasceu» em outubro 2012 na Aldeia da Mina do Bugalho (São Brás dos Matos), Concelho de Alandroal.

Autor :Redação

Fonte: Vitor Matos

23 Agosto 2018 | Publicado : 16:36 (23/08/2018) | Actualizado: 10:58 (24/08/2018)

 A equipa inicialmente denominada de «Freguesia de São Brás dos Matos» fez uma temporada. Em outubro de 2013 adotou o nome de «Amigos de São Brás dos Matos» devido a extinção da dita Freguesia. São Brás dos Matos, Padroeiro desta pequena Aldeia raiana «deu» o nome a equipa. As nossas cores são o vermelho e amarelo, o vermelho representa São Brás dos Matos, o amarelo o nosso bonito Alentejo.

Vítor Matos, Líder/ dinamizador desta humilde equipa de futebol amadora continua a ser o rosto principal da formação da Força de Vontade que tem conseguido superar as dificuldades e conta já no seu historial com 129 jogos (incluindo torneios triangulares, quadrangulares) realizados pelos 03 distritos do Alentejo e pela Extremadura Espanhola.

A equipa Alentejana iniciou a temporada 17/ 18 na Aldeia dos Mosteiros (Concelho de Arronches) e terminou a presente época em Cuba frente ao CCD Vila Alva (Baixo Alentejo). O Dirigente conta-nos que esta foi a melhor época da turma da Força de Vontade que em 23 jogos realizados obtiveram 03 derrotas, 07 empates e 13 vitórias.  

- Que balanço faz da época 2017/18?

Com muito trabalho, muita dedicação, esforço, sacrifício, «Força de Vontade» conseguimos fazer desta época a melhor temporada desportiva dos «Amigos de São Brás dos Matos», os resultados desportivos falam por si, em 23 jogos realizados na época 2017/ 2018 nós, Amigos de São Brás contabilizámos 03 derrotas, 07 empates e 13 vitórias. O balanço desta época e bastante positivo. No inicio da época saíram alguns jogadores do nosso plantel, mas felizmente conseguimos colmatar essas saídas e construir uma equipa ainda mais forte.

- Que objetivos tinham quando iniciaram a temporada?

Quando iniciámos a temporada tínhamos como grandes objetivos continuar a honrar a nossa camisola em todos os jogos, dentro e fora das 04 linhas. Conviver, criar Amizades, levar o nome de São Brás dos Matos aos 4 cantos do Alentejo e a Espanha, deixar sempre uma boa imagem do nosso grupo, a estes objetivos já descritos foi também sempre nosso apanágio vencer o maior numero de jogos possíveis porque afinal todos nós gostamos de ganhar. Os bons resultados trazem motivação a toda a equipa e isso é extremamente importante. Nunca virámos a cara à luta, fomos lutando sempre pelas vitórias e os bons resultados começaram a aparecer depois do jogo de Monforte (fruto de todo o trabalho realizado pelo nosso grupo). Conseguimos dar continuidade aos bons resultados desportivos e começamos a ver que era possível fazer da temporada 2017/ 2018 a melhor época desportiva do Historial dos «Amigos de São Brás dos Matos», empenhámo-nos ainda mais e demos tudo dentro das 04 linhas para vencer o maior numero de jogos possível.

Outra das nossas grandes vitórias desta época foi «recuperarmos» o Complexo Desportivo Municipal «Miguel Figueiredo Lérias» no Alandroal, para lá podermos realizar os nossos jogos em casa. Graças à mudança de Executivo da Câmara Municipal de Alandroal nas Autárquicas 2017 conseguimos recuperar o apoio logístico da Autarquia Alandroalense que e extremamente importante para a nossa equipa. Depois de 04 épocas a jogar sempre fora de casa devido à falta de apoio do anterior Executivo, em novembro de 2017 regressamos ao Complexo Desportivo «Miguel Figueiredo Lérias» no Alandroal para lá podermos realizar os nossos jogos em casa e, em consequência, conseguimos diminuir as despesas nas deslocações. Este apoio foi extremamente importante para a continuidade da nossa equipa. Esta foi também de facto uma das nossas grandes vitórias desta época para o nosso grupo. Na reta final da época, a estrutura do Complexo Desportivo do Alandroal, devido as fortes chuvas que se fizeram sentir no fim do inverno danificaram a zona dos balneários e tivemos que realizar 2 jogos em casa no Parque de Jogos da Terrugem, agradecemos também a colaboração da Juventude Desportiva da Terrugem.

- Esses objectivos foram alcançados?

Com muito suor, espirito de sacrifício, esforço, dedicação todos os objetivos foram alcançados. Durante a época perdemos 03 jogos (FC Mosteirense, FC Monfortense e CF Alconchel (Espanha)). Tivemos inclusive quase 08 meses sem conhecer o sabor da derrota, perdemos na Aldeia dos Mosteiros (Concelho de Arronches) com a equipa local (Vice-Campeão Sénior da AF Portalegre, época 2016/ 2017) em finais de agosto de 2017, depois perdemos em Monforte com o FC Monfortense no dia 06 de setembro de 2018, durante toda a época voltamos a perder um jogo em Alconchel (Província de Badajoz, Espanha) frente ao CF Alconchel no dia 05 de maio de 2018. Perdemos 03 jogos, empatámos 07 jogos e vencemos 13 partidas. Certamente que no nosso Alentejo não haverá muitas equipas com estes resultados desportivos.

Fomos sempre bem-recebidos em todos os locais por onde passamos e vencemos várias equipas que participam em campeonatos distritais com muito mais pergaminhos que nós.

- Quais as equipas com que jogaram?

FC Mosteirense, Casa do Povo de Pego (Concelho de Abrantes), FC Monfortense, ADC São Domingos (Concelho de Estremoz), (2 jogos), Sporting Clube de São Romão, Amigos das Dez e Meia de Vila Boim, Sport Nisa e Benfica, Barbus/ Borba Jovem, Montoito SC (2), Veteranos do Juventude SC Évora, Foros de Vale Figueira FC (Concelho de Montemor-o-Novo), GUR Azarujense, Veteranos Sporting Clube Arcoense, ADC Santiago Maior (Concelho de Alandroal), CF Alconchel (Espanha), (2), ARCD Casa Branca (Concelho de Montemor-o-Novo), Grupo Desportivo São Pedrense (Concelho de Arraiolos), SRP Juventude de Santa Eulália, CCD Vila Alva (Concelho de Cuba), (2).

- Desde 2013 que a equipa de São Brás dos Matos disputa jogos amigáveis. Já alguma vez ponderaram participar em competições oficiais?

Já ponderámos participar em competições oficiais, mas para tal tínhamos que ter melhores condições financeiras e não só. Os «Amigos de São Brás dos Matos» são uma equipa criada por mim, a equipa está muito dependente de mim, Vítor Matos. Toda a logística desde angariar Patrocinadores, cartazes, marcação de jogos, organização dos mesmos etc… passa tudo por mim. Como sabem, sou portador de uma doença rara, tenho dificuldades de locomoção, não e fácil conseguir organizar o grupo durante tantos anos consecutivos, e necessário fazer um enorme trabalho de casa. Tenho a preciosa e importantíssima ajuda do meu Pai que e o meu braço direito que também tem um papel extremamente importante na equipa e ajuda-nos muito. Os jogadores vão colaborando e só e possível manter a equipa se todos rumarmos para o mesmo lado. Para levar a equipa mais além, necessitávamos de ajuda, alguém que se disponibilizasse em nos apoiar como por ex: mais dirigentes.

- Que elementos fizeram parte do grupo de trabalho este ano?

Na presente temporada a equipa técnica foi formada por mim, Vítor Matos e pelos capitães de equipa: Pedro Barradas, Flávio Cardoso, Augusto Navarro e Nuno Conceição. Como somos uma equipa em que a base da mesma já joga junta a várias épocas, já nos conhecemos, as opiniões são bem-vindas e em conjunto tomamos as decisões mais acertadas para colocar as «pedras» no local certo dentro das 04 linhas. O Veterano, Pedro Barradas está na equipa a 6 épocas e contamos com um vasto leque de jogadores que vestem a nossa camisola a 4/ 5 temporadas. O plantel e formado por jogadores dos Concelhos de Alandroal, Vila Viçosa, Borba, Elvas, Campo Maior e Badajoz. Temos jogadores dos 17 anos até aos 50 anos.

Plantel: Marcos Mirante, Mário Mendes, Pedro Barradas (C), Flávio Cardoso, Augusto Navarro, Nuno Conceição, Carlos Serra, Daniel Brito, Amável Pinto, Álvaro Gigante, Diogo Galego, Diogo Pateiro, Alexandre Martins, Luís Pé-curto, José Salvador, Luís Borrego, Bernardo Barradas, Guebo, José Luís, Ângelo, Edu, Ivan Martinez, Francisco Rana, Pedro Pita, Igor Lopes, Miguelito, Edgar Barroco, Filipe Santos, Mário Cortes, José Pedro, Miguel Branca, Filipe Nobre, Paulo Faustino, Gil e Ramos.

- Haverá mudanças a esse nível na próxima temporada?

Gostaria de contar com todos aqueles que vestiram a nossa camisola esta época para a próxima temporada sentir me ia bastante satisfeito se isso acontecer, depois e juntar mais jogadores do Concelho do Alandroal. Tentar reforçar a equipa colmatando algumas lacunas. Provavelmente poderá haver saídas e algumas entradas. Seria muito importante manter todos os jogadores, manter a qualidade no plantel para conseguirmos mais vitórias. Para isso acontecer teremos que nos manter unidos. Deixo aqui um apelo a união de todos que fazem parte dos «Amigos de São Brás dos Matos».

- Qual é a importância da criação da equipa para a vossa localidade?

Com a criação dos «Amigos de São Brás dos Matos» vamos dando a conhecer o nome desta pequena Aldeia no Concelho de Alandroal, levamos também a conhecer o nome da nossa equipa aos 4 cantos do Alentejo e também na vizinha Espanha. Somos uma equipa raiana a cerca de 4.5 kms do grande Lado de Alqueva (Rio Guadiana). Positivamente já conseguimos «escrever» uma bonita página no futebol Alentejano. Com a conclusão da 6ª época consecutiva, temos já realizados 129 jogos nos distritos de Évora, Beja e Portalegre. O Concelho do Alandroal tem 2 equipas ativas, uma delas na sede de Concelho e a outra somos nós.

- Criar a equipa demorou tempo?

Criar este grupo levou algum tempo... fui falando com alguns amigos que gostavam de jogar futebol que acabaram por aceitar desafio e, aos poucos, fui construindo o plantel. O primeiro jogo que fizemos foi no Parque de Jogos da Terrugem frente a Juventude Desportiva da Terrugem (Concelho de Elvas).

- É difícil manter tudo o que criou?

É extremamente difícil manter o nosso grupo a jogar futebol, estamos localizados geograficamente junto a raia com Espanha, numa zona bastante desertificada, onde existem muito poucas empresas... ainda assim temos conseguido manter o grupo a praticar desporto, neste caso futebol. Como se costuma dizer, "temos conseguido fazer muitas omeletes com poucos ovos". Sobrevivemos com patrocinadores através do cartaz dos nossos jogos, fazemos Sorteio de Rifas todas as épocas, e também vendemos alguns artigos alusivos à equipa, nomeadamente cachecóis, bonés, t-shirts, calendários etc… Este trabalho torna-se ainda mais difícil, porque eu sou portador de uma doença rara tenho dificuldades de locomoção.

- Quais são as maiores dificuldades? 

Como é normal temos algumas carências, angariar patrocinadores é difícil. A realidade é que estamos numa zona com poucas empresas, e ao nível das deslocações é dificil. Por vezes, torna-se complicado levar todos os jogadores que temos disponíveis, porque somos uma equipa de futebol que joga por amor à camisola. Temos alguns Patrocinadores que nos apoiam desde o inicio e como todos nós sabemos a vida está difícil para todos.

- Como sobrevive a equipa?

Os "Amigos de São Brás" sobrevivem com patrocínios através do cartaz dos jogos, esses apoios 70% são da Vila do Alandroal (comércio local), alguns também da minha terra, Mina do Bugalho. Os restantes são de: Terena, Santiago Maior, Pardais, Redondo, Vila Viçosa, Évora, Borba, Estremoz e Campo Maior. A todos eles nos agradecemos.

Temos também a colaboração de vários órgãos de Comunicação Social Regional (Jornais e Rádios) de: Elvas, Estremoz, Borba, São Pedro do Corval, Évora, Campo Maior e Montemor-o-Novo. Essa colaboração e importante para podermos divulgar os nossos eventos.

Somos uma equipa que sobrevive com dificuldades onde todos jogam por amor à camisola. Um dos nossos desejos (carências) é que esta época consigamos um novo conjunto de equipamentos. Como é óbvio não temos condições financeiras para os adquirir, porque os que tínhamos já estavam danificados por serem bastantes vezes utilizados. Mais uma vez graças ao importantíssimo apoio do Comendador Rui Nabeiro (Delta Cafés) conseguimos também um novo conjunto de equipamentos desportivos. A ajuda da Delta Cafés tem sido importantíssima para a sobrevivência da nossa equipa.

Para conseguirmos angariar mais algum dinheiro para fazer face às despesas durante toda a época fazemos Sorteios de rifas, com venda de calendários, t-shirts, bonés e cachecóis.

 - Que planos têm para o futuro?

Esta é sem dúvida a pergunta mais difícil desta entrevista, como se costuma dizer o futuro só a Deus pertence. Já fui abordado por alguns clubes de maior relevo para integrar outras equipas, não só nesta época, mas também em épocas anteriores. Devido aos meus graves problemas de saúde é me complicado assumir esse compromisso. É extremamente difícil manter uma equipa de futebol uma época, mais difícil e mantê-la durante 06 épocas. Estamos no interior do Alentejo, onde há poucas empresas, numa zona muito desertificada e tudo isso cria-nos bastantes dificuldades. Temos também como objetivo juntar ao plantel mais jogadores naturais/ residentes do Concelho do Alandroal.

O objetivo e realizar mais jogos, passo a passo sem entrar em euforias. De momento não está garantida a continuidade de existência dos Amigos de São Brás durante mais uma época inteira.

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.