euroace
Diario do Sul
diario jornal

Erro técnico no Wifi4EU

Dados pessoais de autarcas portugueses expostos na internet

É já considerada a maior fuga de dcados pessoais de autarcas europeus.

Autor :Bruno Calado Silva

08 Novembro 2018

Contactos, digitalizações de passaportes e cartões de cidadão estiveram visíveis na internet devido a uma falha informática nas candidaturas ao projeto Wifi4EU, da União Europeia (UE). A notícia só agora veio a lume, mas a falha informática aconteceu a 15 de maio deste ano.
De acordo com um relatório da Direção-Geral das Redes de Comunicação, Conteúdos e Tecnologias (DG Connect) da UE, estiveram expostos os dados pessoais de mais de 11 mil presidentes de câmara europeus, entre os quais, 241 portugueses.
A Comissão Europeia (CE) já veio confirmar que os dados pessoais dos autarcas estiveram online a partir da própria plataforma WIFI4EU, um programa europeu de acesso gratuito à internet. O projeto foi lançado em maio mas a fase de candidaturas esteve interrompida até ontem, depois de detetada a falha técnica.
Oficialmente, a CE garante que não houve qualquer roubo de informação durante o período em que os dados estiveram expostos. “Se retirarmos alguma coisa positiva do caso é que nenhuns dados foram copiados ou revelados, a parte mais problemática é que estiveram acessíveis”, disse a comissária europeia para a
Concorrência, Margrethe Vestager, em conferência de imprensa, durante a Web Summit, em Lisboa.
Já o eurodeputado português, Carlos Zorrinho, disse à Antena 1 lamentar “que uma iniciativa com o potencial de conectar os cidadãos com o 'Novo Mundo' digital esteja a ser perturbada por uma sequência de erros técnicos da CE”. Zorrinho, que tem sido um dos principais impulsionadores do projeto, afirmou ainda que desconhecia o sucedido e que quer ver apuradas todas as responsabilidades. Garantiu já ter questionado a CE sobre o incidente.
Se não houver mais percalços até 2020, as cidades escolhidas vão receber um vale de 15 mil euros da União Europeia para instalar pontos de acesso gratuito à internet em locais públicos. No total, a CE vai atribuir 120 milhões de euros para este projeto.

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.