alimentos extremadura
Diario do Sul
MaloSaraMatos

CIMAC participa em projeto inovador de aplicação de Soluções Baseadas na Natureza (NBS - Nature-Based Solutions)

A vulnerabilidade às alterações climáticas de edifícios é muito acentuada nas regiões e municípios de Espanha e Portugal, tendo em conta as altas temperaturas que são atingidas no seu interior, entre a primavera e o início do outono.

10 Janeiro 2019

Associado a este fator disruptivo, sublinha-se que em Espanha e Portugal, muitos dos centros de educação e serviços sociais foram construídos antes da regulamentação básica das condições térmicas.

Nas regiões do sul da Europa, o fenómeno das alterações climáticas é muito evidente, tendo em conta que já há registos de um aumento acentuado das temperaturas máximas e uma diminuição da precipitação. Estudos já desenvolvidos, como o Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas do Alentejo Central (PIAAC-AC), desenvolvido pela CIMAC entre 2017-2018, apontam para ondas de calor cada vez mais frequentes e alterações significativas na transmissão das doenças infeciosas devido às alterações climáticas, resultando num aumento dos riscos para a saúde e bem-estar humano.

De fato, a alteração climática coloca pressão sobre as nossas infraestruturas, não só nos edifícios de educação pública e serviços sociais, mas também sobre vários serviços, tais como os nossos sistemas de saúde. Este facto é já evidente durante as ondas de calor, onde as temperaturas dentro destas edificações atingem 32°C durante os meses de maio a outubro, causando sérios problemas de saúde e stress térmico para crianças, idosos e deficientes - grupos considerados de risco.

O projeto europeu LIFE-myBUILDINGisGREEN, é financiado pelo Programa LIFE (LIFE17 CCA / ES / 000088), e tem como objetivo o estudo da aplicação de “soluções baseadas na natureza” (NBS) para a resolução do problema. O Projeto tem a duração de 4 anos, é coordenado pelo Real Jardin Botanico (RJB-CSIC) tendo como participantes o Centro de Tecnologia CARTIF de Valladolid, a Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC), o Município do Porto e a Diputación de Badajoz.

O projeto pretende analisar o impacto das soluções baseadas na natureza como medidas de adaptação às alterações climáticas em três edifícios-piloto, duas escolas e um centro de serviços sociais. Assim, promover-se-ão medidas de adaptação sustentáveis baseadas nos ecossistemas, incrementando a capacidade de aplicar o conhecimento adquirido na prática através da demonstração e disseminação de workshops.

Importa realçar que os edifícios a abranger nesta operação são ocupados por estudantes e profissionais da educação de todos os níveis, por profissionais de serviços sociais e pelo público em geral que ocupa, regularmente, estes centros entre 70 e 75% do seu tempo.

Assim, serão instalados protótipos de NBS em fachadas e divisórias, telhados, superfícies externas e estacionamentos de cada edifício-piloto selecionado. Além disso, esta instalação será complementada pela implementação de medidas sustentáveis de ventilação natural induzida, sombreamento sazonal (natural e artificial) e a escolha de espécies nativas das áreas do Mediterrâneo e do Atlântico.

Com este projeto, é expectável uma melhoria significativa no conforto térmico dos cidadãos. As medidas adotadas podem ser replicadas em outros edifícios.

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.