SME
Diario do Sul
Portugal 2020 projetos Março

Atividade inserida no “Cantinho do Cuidador”, um projeto da Unidade de Cuidados na Comunidade

Cuidadores puseram as “mãos na massa” e prepararam bolo-rei no CEFP de Évora

Autor :Marina Pardal

Fonte: Redação DS

17 Janeiro 2019

Um grupo de cerca de 30 cuidadores pôs as “mãos na massa” e confecionou pequenos bolos-reis, com a colaboração do chef Vítor Costa e dos formandos do Centro de Emprego e Formação Profissional (CEFP) de Évora.
Esta atividade, que decorreu no dia 8 de janeiro, esteve inserida na sessão de janeiro do "Cantinho do Cuidador", um projeto de apoio a cuidadores informais do concelho de Évora.
Este projeto existe desde 2010 e é da responsabilidade da Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) do Centro de Saúde de Évora.
Segundo a enfermeira Ana Carla Coelho, da equipa da UCC, “o projeto tem como objetivo apoiar aqueles que tomam conta das pessoas doentes em casa”, lembrando que “não estamos a falar de profissionais, mas sim de pessoas que são muitas vezes familiares ou até vizinhos que ajudam a pessoa doente a recuperar”.
Explicou que “a equipa que dinamiza este projeto tem como missão principal cuidar das pessoas doentes em casa, mas se essas pessoas lá estão é porque alguém cuida delas e esse alguém está lá 'todas' as horas do dia”.
Nesse sentido, Ana Carla Coelho realçou que, “com estas atividades, pretendemos que essas pessoas que cuidam dos nossos doentes saiam um pouco de casa”.
Esclareceu que “durante estas sessões ensinamo-las a cuidar melhor dos seus doentes, mas também queremos que esses cuidadores tenham qualidade de vida e que tenham algum tempo para eles, pois isso vai permitir que tenham mais energia para voltar a casa e cuidar”.
A mesma enfermeira adiantou que “os temas das sessões são escolhidos pelos cuidadores e decorrem mensalmente”, frisando que “umas são mais centradas em capacitar as pessoas a cuidar do doente, enquanto outras têm um caráter mais lúdico e ajudam a aliviar o stress que é cuidar de alguém”.
No que diz respeito à ação deste mês, Ana Carla Coelho destacou que “já temos uma relação de parceria com o CEFP de Évora e desafiámos o chef Vítor Costa a fazer uma atividade ligada ao Dia de Reis, tendo ele sugerido que aprendessem a fazer bolo-rei”.
Para a diretora do CEFP de Évora, Paula Caeiro, “estas ações são muito importantes”, constatando que “são uma forma de divulgação daquilo que se faz aqui no centro”.
Para além disso, “tendo em atenção o objetivo da iniciativa, para nós foi um orgulho participar”, acrescentou.
De acordo com a mesma responsável, “foi feito um workshop de confeção de bolo-rei, com orientação do chef Vítor Costa e com a colaboração de formandos do curso de Aprendizagem de Cozinha / Pastelaria”, considerando que “para eles foi a realização de um trabalho prático, mas também o contacto com um grupo de pessoas que tem uma missão muito especial, que é cuidar do outro”.
Mariana Balicha foi uma das participantes nesta sessão. Cuidadora do pai e do marido, confessou que “estas sessões são muito boas e têm-me ajudado muito”.
Na sua perspetiva, “ser cuidador é uma 'carga' um pouco pesada e estas atividades ajudam a aliviar os nossos dias, além desta equipa nos apoiar bastante”.
Disse ainda que “é muito bom aprender coisas novas e termos estes momentos de convívio”.
Manuel Jorge partilha desta opinião. Cuidador da mulher, “participa nas sessões sempre que pode”. Neste caso, destacou que “foi uma atividade engraçada e útil para aprendermos a fazer bolo-rei, algo que a maior parte não sabia”.
Evidenciou que “estes eventos são uma forma de convívio e de estarmos com esta equipa que nos apoia”, focando que “estes momentos são um escape, mas também nos permitem atualizar informação sobre os cuidados que temos de prestar”.
A próxima sessão do Cantinho do Cuidador está programada para o dia 12 de fevereiro, às 15 horas, no Fórum Eugénio de Almeida, e o tema previsto é o “Testamento Vital”.
Mais informações sobre o Cantinho do Cuidador através do telefone 969 352 761 ou na Unidade de Saúde das Portas de Avis.

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.