MALO FEVEREIRO
Diario do Sul
50 Anos DS

Na Galeria da Casa de Burgos, em Évora

ArtFest Patrimónios apresenta exposição de fotografia que mostra o Alentejo como espaço único

“alentejos”. Mostrar o Alentejo como um espaço único, pois apesar das particularidades de cada zona, são muitas as especificidades que são comuns a toda a região.

Autor :Marina Pardal

Fonte: Redacção «Diário do SUL»

30 Janeiro 2019

Este é o objetivo da exposição de fotografia criada no âmbito do projeto ArtFest Patrimónios, que “pretende evidenciar a ligação entre património material e imaterial do Alto, Baixo, Litoral e Alentejo Central”, escreve em comunicado a Direção Regional de Cultura do Alentejo (DRCAlentejo).

É precisamente na sede deste organismo, a Galeria da Casa de Burgos, em Évora, que está patente esta mostra que reúne fotografias de Beatriz Rocha, Carlos Gasparinho, Rui Diogo Castela e Telmo Rocha. A exposição pode ser visitada até ao próximo dia 1 de fevereiro.

O projeto ArtFest Patrimónios, que, após dois anos de execução, vai terminar a 9 de fevereiro, é promovido pela Associ'Arte - Associação de Comunicação e Arte, contando com a parceria de várias entidades, nomeadamente a DRCAlentejo.

Em declarações ao Grupo Diário do Sul, Lurdes Nobre, presidente da Associ'Arte, explicou que “o ArtFest Patrimónios surgiu de uma candidatura que fizemos a fundos comunitários, em conjunto com mais seis câmaras municipais (Beja, Cuba, Elvas, Évora, Portel e Vidigueira)”.

Realçou que “quisemos mostrar o Alentejo no seu todo porque a região tem particularidades culturais de cada zona, mas tem uma cultura una que nos une e que nós quisemos mostrar”.

De acordo com a mesma responsável, “a candidatura foi feita em três partes”, especificando que “uma é a dos espetáculos, com grupos que quiseram mostrar várias áreas da música, desde a tradicional com abordagens urbanas, ao fado ou às marionetas”.

Reiterou que, “no fundo, o objetivo foi percorrer todo o território, sendo que grupos locais fizeram as itinerâncias por todas as localidades”.

Lurdes Nobre adiantou que “depois tínhamos a proposta de fazer uma exposição por toda a região onde mostrássemos imagens do Alentejo uno”.

Constatou que “qualquer uma destas fotografias propostas pelos quatro fotógrafos convidados leva-nos para um Alentejo de cada um de nós”, apontando que “estas imagens podem ser em Évora, como podem ser em Beja ou em Elvas”.

A presidente da Associ'Arte precisou que “são os 'alentejos' e as particularidades de percebemos que o Alentejo é um espaço único”.

Esclareceu ainda que “a exposição já esteve nas outras localidades e agora está a decorrer, paralelamente, em Évora e em Elvas”.

Para além disso, a dirigente associativa referiu que “fizemos seis filmes, um de cada localidade interveniente, para marcar a cultura e a identidade específica de cada parte deste território”.

A este respeito, focou que “são documentários que estão a ser apresentados em festivais internacionais e que estão a ganhar prémios”.

Ainda em relação ao ArtFest Patrimónios, Lurdes Nobre frisou que “defendemos este Alentejo uno porque as pessoas quando vêm à região, não vêm a Évora ou a Beja, vêm ao Alentejo, que é um terço do território”, mencionando que “há uma marca profunda que mostra que a região tem mais a uni-la do que a separá-la”.

A responsável evidenciou também que “o ArtFest foi visto por muitos milhares de pessoas nas várias localidades”, contando que “algumas dessas pessoas eram estrangeiras e compraram o festival no seu todo, o qual já foi ao Canadá, em outubro do ano passado, e irá ao Brasil, em maio”.

Por sua vez, Ana Paula Amendoeira, diretora regional de Cultural do Alentejo, considerou que “este é um local mais do que apropriado para se apresentar este trabalho sobre a nossa região, com artistas que mostram o seu olhar sobre a região e com um projeto promovido por uma associação que tem tido uma dinâmica significativa na promoção da cultura e da programação cultural”.

Na sua opinião, “devemos trabalhar na promoção cultural do Alentejo, uma região que tem uma identidade própria, embora depois haja especificidades nos diferentes locais”.

Argumentou que “defendemos que o Alentejo é um todo, sendo a maior região do país, e, por isso, temos de a promover todos em conjunto, pelo que as parcerias são sempre bem-vindas”.

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.