Diario do Sul
AQUAPORTIMÃO

FISCALIZAÇÃO

ASAE apreende cerca de 4 000 litros de vinho adulterado

A ASAE, através da sua Unidade Nacional de Informações e Investigação Criminal, desencadeou, nas últimas semanas, uma investigação sobre venda de vinho falsificado ou adulterado.

08 Abril 2019

Após recolher amostras direcionadas a um conjunto de vinhos disponíveis ao consumidor em espaços comerciais, esta Autoridade efetuou análises laboratoriais, tendo sido verificados lotes com inconformidades físico-químicas, com falta de requisitos (defeitos das características analíticas e organoléticas), sendo ainda determinado que alguns produtos teriam «origem não vínica», incluindo a adição de corante sintético.

Pelas fortes suspeitas de falta de genuinidade, os respetivos lotes de produtos foram identificados no circuito comercial, em operadores económicos localizados em vários pontos do território nacional, tendo sido apreendidos cerca de 4 000 litros de produto rotulado e apresentado comercialmente como «vinho» (tinto e branco).

Esta apreensão foi promovida cautelarmente, no âmbito de dois (2) inquéritos-crime abertos para investigar o crime de Produtos Vitivinícolas anormais, incluindo a sua proveniência, produção e embalamento.

A ASAE irá continuar a desenvolver a sua atividade no sentido de prevenir situações suscetíveis de defraudar as legítimas expectativas do consumidor na autenticidade dos produtos bem como garantir a segurança alimentar dos mesmos e manter a confiança dos consumidores.

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.