MALO
Diario do Sul
CCDR Portugal 2020

DESPORTO

Para-Badminton & Badminton: educar, crescer e fazer acontecer!

O para-badminton (desporto adaptado) é o badminton estruturado para pessoas com deficiências físicas e terá a sua estreia nos Jogos Paralímpicos de Tóquio’2020 (nos quais apenas podem participar pessoas com deficiência física). É pois uma modalidade paralímpica. Na verdade, e segundo a Badminton World Federation (BWF), estamos perante uma única modalidade desportiva, congregando-se o badminton e o para-badminton na modalidade de Badminton.

26 Abril 2019 | Publicado : 18:19 (26/04/2019) | Actualizado: 18:24 (26/04/2019)

Os tipos de provas incluídas na variante de para-badminton, para cada uma das classes funcionais específicas são: singulares masculinos, singulares femininos, pares masculinos, pares femininos e pares mistos. Já as classes funcionais são as seguintes: Classes WH1 e WH2 (classe desportiva de cadeira de rodas); Classes SL3, SL4 e SU5 (classe desportiva de andantes); e, Classe SS6 (classe desportiva de baixa estrutura).

É importante divulgar o badminton como um desporto que pode ser praticado por todas as faixas etárias, incluindo por pessoas portadoras de deficiência física, promovendo a prática desportiva ao nível da condição física, reforço da confiança e autoestima, aumentando a qualidade de vida e independência das pessoas com deficiência. Assim, dando continuidade ao projeto iniciado em 2016, o Clube de Badminton de Évora modestamente contribuí para o surgimento de atletas paralímpicos em Portugal, divulgando o Para-Badminton & Badminton nas Escolas Públicas como um desporto para todos!

O projeto iniciado em 2016 e desenvolvido em 2017 tinha como objetivo promover, ensinar, demonstrar e praticar a modalidade em escolas públicas e na comunidade onde o Clube de Badminton de Évora se encontra inserido, incluindo nos núcleos com jovens com mobilidade reduzida ou pessoas com necessidades especiais (sobretudo direcionado para crianças do escalão sub-11 - idades compreendidas entre os 6 e os 11 anos). Em 2018, com o apoio do Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P., através do Programa Nacional de Desporto Para Todos (PNDpT.2018), foi dado continuidade a este projeto, designando-o: “Mini-Badminton, um novo desporto para todos nas Escolas Públicas e comunidade Eborense”. Entre setembro de 2016 a dezembro de 2018 foram realizadas 76 ações de demonstração de badminton, em colaboração com os Professores das Escolas, as Uniões das Freguesias e Juntas de Freguesia, a Câmara Municipal de Évora e o Instituto Português da Juventude e Desporto, IP, envolvendo mais de 1.627 crianças.

Para 2019 o projeto ‘Para-Badminton & Badminton: educar, crescer e fazer acontecer!’ (candidatado ao PNDpT.2019) é uma continuação do projeto anterior, com a novidade de incluir a divulgação e promoção do para-badminton como uma variante do badminton. Já no âmbito deste projeto, desde janeiro de 2019, realizaram-se várias ações de demonstração para alunos do 1º e 2º Ciclo nas Escolas de Évora. No passado dia 24 de abril realizou-se um Torneio de Divulgação no pavilhão da Escola da Malagueira (pavilhão gentilmente cedido pelo seu Diretor). Nesta mini concentração regional de badminton participaram mais de 40 jovens alunos de três Escolas de Évora (Escola EBI/JI da Malagueira, Escola Secundária André de Gouveia e Escola secundária Severim de Faria), que foram acompanhados pela Profª Mané e pelo Prof. Francisco Cardoso.

Um outro objetivo do Clube de Badminton de Évora é a realização do 12º Torneio Luso-Espanhol de Badminton, de 5 a 7 de julho de 2019, em Évora. Este ano o Torneio inclui a variante de para-badminton, tendo já Clubes de Espanha manifestado interesse em participar com atletas nesta especialidade. Antevê-se a participação nesta edição de um número recorde de países participantes e de atletas, contando com os patrocínios da Eurorregião EUROACE (Alentejo, Centro, Extremadura) e EUROAAA (Alentejo, Algarve, Andaluzia), com o patrocínio da Assis – Soluções de Conforto, e com a colaboração do Jornal Diário do Sul na promoção e divulgação do evento desportivo.

Quanto ao para-badminton, é um desporto que ainda passa despercebido em Portugal, sendo por isso muito importante o contributo de todos para a sua divulgação e promoção. Um caminho que se faz caminhando, e que muito contribui para que Évora se afirme cada vez mais como ‘capital, ibérica do badminton’.

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.