auchan
Diario do Sul

Hoje, dia 8 de outubro

Fundação Eugénio de Almeida promove a partilha de boas práticas em voluntariado no domicílio

Encontro reúne em Évora algumas das organizações com maior experiência neste tipo de intervenção

08 Outubro 2019 | Publicado : 12:19 (08/10/2019) | Actualizado: 12:21 (08/10/2019)

A Fundação Eugénio de Almeida promove hoje dia 8 de outubro um encontro de iniciativas de Voluntariado no Domicílio com o objetivo de partilhar as práticas desenvolvidas por cada uma das organizações participantes e, a partir daí, refletir sobre os próprios modelos de intervenção tendo em vista a prestação de melhores cuidados e apoios aos utentes desta tipologia de voluntariado.

O Voluntariado no Domicilio, que a Fundação promove através do seu projeto de Voluntariado de Proximidade, é uma prática que se caracteriza por ser desenvolvida a nível local, baseada nas relações de proximidade e confiança, com o objetivo de prestar apoio pessoal e social a pessoas e famílias em contexto domiciliário, não se confundindo com o voluntariado informal, uma vez que é enquadrado por uma organização promotora.

Inês Gonçalves, Técnica do Projeto de Voluntariado de Proximidade, defende que «apesar de ter uma base comum, são diversas as formas de promover o voluntário no domicílio, consoante as organizações, os beneficiários, as metodologias, os territórios. Acreditamos que a reflexão conjunta nos permite avançar para uma melhoria continua. Este encontro de Voluntariado no Domicílio, tem precisamente como objetivo a aprendizagem entre pares, a reflexão partilhada, a inovação e melhoria da resposta em voluntariado em função das necessidades dos beneficiários. A partilha de boas práticas entre equipas técnicas de distintas organizações promotoras de voluntariado enquadra-se nas atividades regulares do Programa de Voluntariado da Fundação».

A Fundação Eugénio de Almeida convidou para estarem presentes neste Encontro os responsáveis técnicos da Associação Coração Amarelo e da Associação Mais Proximidade Melhor Vida, bem como outros responsáveis de organizações regionais que promovem esta prática de voluntariado.

O Encontro, que decorre no Centro de Inovação Social da Fundação hoje dia 8 de Outubro, tem início às 09h30 e termo às 16h00, participando também vários voluntários das diversas instituições presentes, para os quais será organizada uma visita ao centro histórico de Évora com o objetivo de dar a conhecer a realidade social e cultural do território onde intervém o Voluntariado de Proximidade. Esta visita será dinamizada por voluntários de projetos da Fundação.

O Programa de Voluntariado da Fundação Eugénio de Almeida desenvolve-se em diversos eixos, nomeadamente um Banco Local de Voluntariado com a participação de 1.200 pessoas da comunidade e mais de 60 organizações promotoras, um eixo para o desenvolvimento de Projetos de Intervenção – Voluntariado Proximidade, Voluntariado Cultural, Voluntariado nas Escolas e Voluntariado no apoio aos Cuidados Continuados -,  um eixo dirigido à formação de  voluntários e técnicos, um eixo dirigido à investigação e edição de  documentos técnicos e, por último, um eixo dirigido à sensibilização e criação de cultura de voluntariado.

Mais informação em  https://www.fea.pt/banco- voluntariado

Conheça mais sobre as instituições convidadas:

Associação Coração Amarelo
A missão da Associação Coração Amarelo (ACA) é apoiar e acompanhar as pessoas idosas que se encontrem em situação de solidão e/ou isolamento, ou em risco de virem a estar. Sendo uma entidade enquadradora de voluntariado, assegura esta missão através da ação de um grupo de voluntários que, na sua maioria, se desloca ao domicílio ou/a Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI), com os objetivos de conversar, ouvir e fazer companhia a um ou mais utentes, semanalmente, durante uma ou duas horas.

A Associação Coração Amarelo - Delegação de Lisboa desenvolve a sua ação com o apoio de uma equipa técnica - possibilidade essa assente num acordo atípico celebrado com o Centro Distrital de Segurança Social de Lisboa (CDSS) - constituída por um conjunto de profissionais com várias valências de intervenção, designadamente, uma animadora sociocultural, uma assistente social, uma psicóloga e uma terapeuta ocupacional.

https://coracaoamarelo.pt

 Associação Mais Proximidade Melhor Vida
O projeto MPMV nasceu em 2010, com o objetivo de combater a Solidão e o Isolamento da população idosa residente na Baixa de Lisboa e Mouraria. A Equipa Técnica AMPMV, parceiros e um conjunto de 49 voluntários apoiam atualmente cerca de 120 pessoas idosas, oferecendo-lhes o acompanhamento necessário, personalizado e adaptável ao contexto de cada uma.
Acompanham os beneficiários nas suas atividades diárias e fazem a ponte com serviços e outras instituições na comunidade, de forma a que os beneficiários recuperem a autonomia e se sintam integrados na cidade, que sempre habitaram, mas à qual deixaram de conseguir pertencer, pelas limitações de mobilidade e de acesso à habitação. Paralelamente, desenvolvem atividades e projetos culturais, tendo em vista a valorização da Pessoa idosa e do seu papel na Sociedade Civil.  

https://www.mpmv.pt

Fundação Eugénio de Almeida – Voluntariado de Proximidade

O Projeto de Voluntariado de Proximidade da Fundação Eugénio de Almeida tem por base a prática de voluntariado numa ótica territorial, baseada nas relações de proximidade, confiança e vizinhança, no sentido de prestar apoio a pessoas, famílias ou instituições, procurando dar respostas em contexto domiciliário e/ou institucional, a problemas que não carecem de uma resposta específica de natureza técnica e/ou profissional.

São destinatários da ação voluntária neste projeto, pessoas ou famílias em diferentes freguesias de Évora, que apresentem problemas de cariz pessoal e familiar que não tenham resposta das redes de solidariedade informais (família, amigos...) nem das organizações prestadoras de serviços. Entre estes encontram-se: idosos em situação de isolamento; famílias com idosos dependentes a cargo; famílias monoparentais; famílias com pessoas deficientes a cargo; ex-reclusos com dificuldades de inserção; famílias com vítimas de violência doméstica; adultos iletrados; famílias com doentes em situação de cuidados paliativos; jovens com necessidades de acompanhamento ao estudo; entre outros.

Qualquer pessoa pode inscrever-se para colaborar enquanto Voluntário de Proximidade, recebendo a formação e acompanhamento necessários a um desempenho adequado.

https://www.fea.pt/banco- voluntariado/2426-nucleos-de- voluntariado-de-proximidade- de-evora

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.