Diario do Sul

Montemor-o-Novo

Morreu Carlos Cebola

Dramaturgo, Encenador, Teatrólogo e Poeta, Carlos Dinis Tomás Cebola nasce em Nisa a 9 de novembro de 1928. Em 1958, em Montemor-o-Novo, casa com Maria José Vacas Capela, relação da qual nasceram os seus dois filhos, Maria da Glória e António Carlos. Em agosto de 1965 parte para Angola regressando mais tarde a Montemor-o-Novo, a sua terra de adoção e onde residiu até ao seu recente falecimento.

Fonte: CM Montemo-o-novo

14 Fevereiro 2020

De destacar o rico percurso do professor Cebola, a colaboração nos jornais "O Montemorense" e "A Folha de Montemor", a vasta obra dramática que escreveu - "Três Tardes de Três Outonos", " A Cigarra e a Formiga", "A Acácia do Quintal", "O Retrato de Marcelo", "Quinto Mandamento", (peça que seria proibida pela Censura durante cerca de dois anos), "Barbeiro de... Patilha", a "Tasca", paródias carnavalescas às óperas "Barbeiro de Sevilha" e "Tosca", 3 peças de teatro infantil", "Frei Adão Dinis", "Tamar", "In(e)vasões", "Frei Adão", entre muitos outros textos dispersos e outros livros. Relevar ainda a peça "João Cidade", que estreia a 8 de março de 1964, no palco da Pedrista, com encenação do próprio autor e interpretada pelos atores do GAT - Grupo de Amadores Teatrais do Círculo Montemorense, regressando a Cena em 1995, no Cineteatro Curvo Semedo, numa encenação de Vítor Guita.

A partir de 2016 deixa de escrever para Teatro, após ter terminado a atualização da sua primeira peça, "Três Tardes de Três Outonos" escrita há 60 anos. Continuou, no entanto, a escrever poesia. Todos anos, pelo Natal, escreveu um poema inédito integrado na iniciativa "Cantares ao Menino", promovida pelo Coral de S. Domingos e pela Câmara Municipal.

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.