capital humano
Diario do Sul

Operação em 13 distritos

Sete detidos por 197 crimes de roubo e furto

A Unidade de Intervenção, através da Secção de Informações e Investigação Criminal, deteve hoje, em Lisboa e Évora, quatro mulheres e três homens, com idades compreendidas entre os 26 e 63 anos, suspeitos da prática de cerca de duas centenas de crimes de roubo e furto qualificado.

Autor :Comunicação e Relações Públicas da Unidade de Intervenção da GNR

21 Fevereiro 2020 | Publicado : 15:45 (21/02/2020) | Actualizado: 15:53 (21/02/2020)

As detenções aconteceram na sequência da investigação de vários ilícitos criminais que ocorreram em 13 distritos do território nacional, nomeadamente,  Aveiro, Braga, Castelo Branco, Évora, Faro, Guarda, Lisboa, Portalegre, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu. Os suspeitos, estão indiciados em 197 crimes, designadamente, 63 por roubo, 102 por furto qualificado, 23 por furto simples e nove por violência após subtração, em que as vítimas eram predominantemente pessoas idosas, em situação vulnerável, encontrando-se habitualmente sozinhas nas suas habitações.

No dia de hoje foram cumpridos 12 mandados de busca domiciliária e no âmbito do presente inquérito já tinham sido, anteriormente, detidas 14 pessoas, das quais dez encontram-se em prisão preventiva e três com apresentações no posto policial da área de residência.

Os detidos permanecem nas instalações desta Guarda e irão ser presentes no Tribunal de Sintra, amanhã, dia 20 de fevereiro, para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação.

A operação contou com o reforço da Direção de Investigação Criminal da GNR, dos Comandos Territoriais da GNR de Lisboa, Setúbal, Santarém e Évora, bem como da Polícia de Segurança Pública nas áreas de responsabilidade onde decorreram as diligências (Lisboa e Évora).

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.