capital humano
Diario do Sul

Escola Básica da Cruz da Picada celebrou Dia Aberto à comunidade

O Dia Aberto na Escola Básica da Cruz da Picada decorreu esta semana (10 de Março) num ambiente de confraternização e muita animação, que contou com a participação da Vereadora da Educação do Município de Évora, Sara Dimas Fernandes.

Fonte: CME

12 Março 2020

. Trata-se de uma iniciativa que acontece anualmente no âmbito do projeto MUS-E, este ano designada "Eu, Tu, Nós e a nossa Identidade Comum", conforme tema do Plano de atividades de toda a escola. Neste dia, o estabelecimento de educação está aberto à comunidade educativa, nomeadamente familiares dos alunos, que convida para participarem numa série de atividades conjuntas.

 Além desta actividade, o MUS-E desenvolve também nesta escola a formação de docentes e de pessoal não docente e encontros internacionais entre artistas, docentes e crianças, que se traduzem em momentos de aprendizagem para todos e troca de boas práticas, além da interculturalidade que promovem.

 Inclui, igualmente, o projeto Erasmus+Arte por la Convivencia, intercâmbios com alunos de outras escolas e países com MUS-E, Dia do Agrupamento - projeto anual desenvolvido entre os artistas, docentes e alunos - que culmina num espetáculo final de ano letivo que este ano se intitula "Atmo: uma história da criação do mundo" e está agendado para 2 de Junho, na Igreja de S. Vicente.

 Recorde-se que o MUS-E tem origem em Yehudi Menuhin - um dos maiores intérpretes musicais do século XX e um grande humanista – que, cria a Fundação Yehudi Menuhin com o objetivo de coordenar e desenvolver projetos e ações que valorizem as expressões artísticas no desenvolvimento das crianças.

 Em 1993, juntamente com Werner Schmitt, cria o Projeto MUS-E, projeto internacional com finalidades artísticas, pedagógicas e sociais. O projeto é desenvolvido em vários países. Em Portugal, iniciou-se em 1996, numa escola de Algés e, em Évora, em 1999, na Escola da Cruz da Picada. No ano 2000, foi criada a Associação Yehudi Menuhin Portugal para coordenar o projeto a nível nacional.  

 O MUS-E prevê que artistas e docentes trabalhem em conjunto, possibilitando às crianças o acesso a formas de expressão e de comunicação diversificadas, contribuindo para o sucesso educativo e para a diminuição de situações de violência, racismo e exclusão social.

 Na EB da Cruz da Picada trabalham, com as quatro turmas, dois artistas: António Bexiga e Diogo Duro. Integram também nas sessões alunos do centro de aprendizagem de autismo e do pré-escolar da Cruz da Picada.

 A Câmara Municipal de Évora apoia e acompanha o desenvolvimento do projecto MUS-E desde o início. Nos últimos dois anos, a autarquia contrata o segundo artista. O Agrupamento de Escolas disponibiliza uma psicóloga e uma animadora do Espaço Com(tacto) a meio tempo na escola. Esta resposta educativa e social do Agrupamento de Escolas insere-se no contexto do programa T.E.I.P (Território Educativo de Intervenção Prioritária).

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.