capital humano
Diario do Sul

Recuperação

Economia chinesa já está a operar a 75% da sua capacidade

Um mês após a implementação das medidas de contenção do vírus Covid-19, a economia da China já está a operar a 75% da sua capacidade, evidenciando um ponto de viragem que deverá traduzir-se num retorno gradual aos valores normais de produção até ao final de abril, estima a Euler Hermes, acionista da COSEC – Companhia de Seguro de Créditos.

Fonte: LLYC

23 Março 2020

Apesar desta nota otimista sobre a produção, a análise da líder mundial em seguro de créditos refere também que a performance económica da China será condicionada por uma demora na recuperação da confiança dos consumidores (os volumes de transações imobiliárias permanecem ainda 70% abaixo dos níveis normais) e pelo impacto que terão no comércio mundial as medidas de contenção que têm vindo a ser tomadas por todo o mundo, à medida que a pandemia avança nos restantes países.

Esta nota estima ainda que, só no primeiro trimestre do ano, as medidas de contenção tomadas por Pequim tenham impactado o PIB deste gigante económico em menos 3 pontos percentuais – mais de metade (-1,8 pp) ficaram a dever-se à quebra no consumo privado.

Nos dois primeiros meses de 2020, o crescimento do comércio chinês foi o mais baixo desde 2016, e as exportações caíram 17,2% e as importações 4,0%. Ainda assim, lê-se na mesma análise, o impacto do Covid-19 fica bastante abaixo do provocado pela crise de 2009, quando, no espaço de apenas um mês, as exportações desaceleraram -26.5% e as importações -43.1%.

Sobre a COSEC

A COSEC é a seguradora líder em Portugal nos ramos do seguro de créditos e caução, oferecendo as melhores soluções para apoio à gestão e controlo de créditos, bem como garantias de seguro caução.

A Companhia é, desde a sua constituição, em 1969, responsável pela gestão do Sistema de Seguro de Créditos com Garantia do Estado português, para apoiar as empresas na sua exportação e internacionalização para países de risco político agravado.

A COSEC é uma empresa de capitais privados repartidos equitativamente pelo Banco BPI (www.bpi.pt), o quarto maior Banco Português, e pela Euler Hermes (www.eulerhermes.com), líder mundial em seguro de créditos.

A sinergia operacional existente entre a COSEC e o seu acionista Euler Hermes é particularmente relevante ao nível da gestão de risco e das recuperações. Através do acesso à rede Euler Hermes, presente em mais de 52 países, a COSEC tem acesso às melhores fontes de informação, à maior rede internacional de analistas de risco e dispomos ainda de uma equipa internacional responsável pela cobrança local dos créditos nestes mercados.

Para saber mais, consulte o site www.cosec.pt. e acompanhe a COSEC no LinkedIn.

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.