capital humano
Diario do Sul

Discrepância de números de positivos COVID-19 no Alentejo

Direção Geral de Saúde explica que “houve um universo maior, em alguns casos, por dupla contagem”

O número de casos confirmados com COVID-19 no Alentejo aumentou para 50, mas em alguns concelhos verificou-se uma diminuição relativamente ao dia de ontem.

Autor :Maria Antónia Zacarias

Fonte: Redacção «Diário do SUL»

31 Março 2020 | Publicado : 18:52 (31/03/2020) | Actualizado: 19:05 (01/04/2020)

Face a esta situação, o “Diário do Sul” pediu um esclarecimento à Direção Geral de Saúde (DGS) que explicou que os dados dos concelhos voltaram a ter por base os registos da plataforma Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica (SINAVE), na qual os casos são notificados pelos médicos, deixando de depender da informação reportada pelas Administrações Regionais de Saúde, como aconteceu no boletim de ontem.

“Esta decisão foi tomada na sequência de ter sido identificado um universo maior, em alguns casos por dupla contagem”, explica o gabinete de comunicação ao “Diário do Sul”.
A DGS esclarece que isto significa que estão agora disponíveis 78 por cento dos dados por concelho, os que foram registados na plataforma SINAVE. “Os restantes serão colocados nas atualizações subsequentes, quando for feita essa notificação”, sustenta.
O gabinete de comunicação sublinha ainda que em relação aos dados por concelho, a DGS estava a utilizar uma metodologia mista. Isto é, eram utilizados dados reportados pelas Administrações Regionais de Saúde por concelho e, quando ainda não estavam registados, eram utilizados os do SINAVE. “Logo, o universo podia ser, indevidamente, maior do que o número de casos, por dupla contagem”, justifica.
A partir de hoje, a DGS garante que mesmo sabendo que “a contabilização não será relativa ao total dos casos – nem acompanhará em simultâneo os dados reportados pelas autarquias, a DGS irá passar a disponibilizar apenas os do SINAVE (completude de 70 a 75 por cento)”.

Dê-nos a sua opinião

NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.