merida enamora 2
Diario do Sul
diario jornal

Marta Ricardo desafia lojistas do comércio tradicional a serem arrojados

Designer diz que montras “vivas” com pessoas e música ajudariam nas vendas

Os olhos não só “comem”, também “compram”, daí a importância dos lojistas terem montras atrativas e que chamem a atenção dos consumidores. Em Évora houve um ano em que vários espaços da cidade tiveram réplicas de fotografias da cidade, mas a iniciativa não passou de uma coisa pontual. Logo, cabe aos empresários pensar sobre como promover os seus produtos.

Maria Antónia Zacarias

04 Dezembro 2015 | Fonte: Redacção D.S.

De acordo com uma designer alentejana, Marta Ricardo, Évora precisa inovar e fazer algo diferente, arrojado de forma a levar os habitantes a fazerem compras nesta localidade e a preterir os centros comerciais existentes perto de Lisboa ou mesmo do outro lado da fronteira.

A designer dá o exemplo de uma parceria entre a Casa das Artes de Arraiolos com uma ótica de Évora para publicitar um evento que decorreu precisamente no concelho vizinho de Arraiolos. A seu ver, mais ideias como estas deveriam ser postas em prática.

“Eu acho mesmo que os lojistas deviam convidar alguns artistas a enfeitar as montras para que com poucos recursos conseguíssemos captar pessoas a visitar o comércio local, contribuindo para a criação de um evento original e dinâmico”, salienta.

Marta Ricardo avança que o comércio local de Évora poderia fazer algo semelhante ao que “Vogue Fashion Nigth Out”, em Lisboa e por todo o mundo, onde se criam montras “vivas” com pessoas a fazer performances, dança, poses. “Podiam convidar artistas plásticos, designers, pintores, músicos, conforme a atividade comercial da loja”, acrescenta.

A especialista entende que há que inovar e surpreender pela positiva os cidadãos, criando “obras de arte” para que “as pessoas pudessem passear num género de espetáculo/ museu ao ar livre”. Marta Ricardo afirmou que já propôs à Associação Comercial de Évora dar formação aos lojistas no sentido de os sensibilizar para a importância da decoração das montras.

Aliar a área de comércio
às cores natalícias

Sendo a ‘tramadesign’ uma marca de design, mais especifica em design de padrões, moda e acessórios, e tendo em conta que estamos em época natalícia, uma das sugestões apontadas seria haver, por parte dos lojistas, uma escolha dos padrões das peças de moda aliando-os às cores do Natal para que se fundissem e a partir daí criar uma performance onde as pessoa/artistas poderiam interagir com quem passava na rua.

Marta Ricardo entende que é tudo possível, “às vezes é só uma questão de criar parcerias, até porque penso que não seria muito difícil de realizar. A questão principal é reunir todas as pessoas implicadas nas situações e colocá-las a trabalhar com motivação e apelando à criatividade”.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.