acerca el otoño
Diario do Sul
Twitter rectangular

Eleições Presidenciais 2016 sob o olhar dos deputados por Évora

Marcelo Rebelo de Sousa é visto como “um factor de coesão para o país”

A grande vitoriosa da noite eleitoral das Presidenciais de 2016 voltou a ser a abstenção. Um fenómeno sociológico que tem sido interpretado de múltiplas formas, mas que aponta para um desalento e desacreditar na política em Portugal com 41 anos de democracia.

Autor :Maria Antónia Zacarias

Fonte: Redacção D.S.

26 Janeiro 2016

Não obstante, e tendo em consideração os votantes, aqueles que fizeram questão de exercer o direito de voto tão difícil de conquistar durante anos e anos, mostraram quem escolheram para exercer o mais alto cargo da nação. Marcelo Rebelo de Sousa, o professor de Direito Constitucional, o comentador, foi o escolhido e logo à primeira volta, quando havia muita esperança que o ex-reitor conseguisse atingir essa meta. As duas surpresas da noite foi Marisa Matias, candidata apoiada pelo Bloco de Esquerda que alcançou o terceiro lugar no pódio e Vitorino Silva, mais conhecido como “Tino de Rans” que se “classificou” em sexto lugar. Passados dois dias sobre as ilações, interpretações, assumir de derrotas e compromissos de participações cívicas, o “Diário do Sul” ouviu o que têm a dizer os deputados eleitos pelo círculo eleitoral sobre o último ato eleitoral.

O deputado social-democrata, António Costa da Silva afirmou estar “muito satisfeito com esta brilhante vitória do professor Marcelo Rebelo de Sousa. Estes resultados, logo à primeira volta, são excelentes para o país e para esta eleição”. O representante salientou ainda que Évora juntou-se a esta “vitória espetacular! Conseguir cerca de 40 por centro dos votos no distrito de Évora é uma grande diferença em relação ao segundo classificado, para além de que venceu em 11 dos 14 concelhos deste território”. Para António Costa da Silva, isto só demonstra de que lado está a razão. “Da sensatez e das pessoas com responsabilidade que souberam escolher o mais competente. Só prova que as pessoas dizem não à geringonça! Os portugueses sabem de que lado está a razão”.

Em seu entender, os outros candidatos “não ficaram muito bem na fotografia”. A “nova política”, representada sobretudo por Sampaio da Nóvoa “perdeu claramente, mas também o resto da esquerda representada pela Marisa Matias e sobretudo por Edgar Silva”.

O deputado socialista, Norberto Patinho fez uma leitura objetiva das eleições presidenciais, dando os parabéns ao vencedor, Marcelo Rebelo de Sousa, “apesar de todos saberem do meu apoio a Sampaio da Nóvoa, um que eu entendia que era o melhor candidato”. No entanto, o representante afirmou que a maioria dos votantes deu a “Marcelo Rebelo de Sousa os seus votos, reiterando aqui a consideração que tenho pelo professor”.

Analisando o discurso de vitória do recém-eleito Presidente da República, Norberto Patinho disse “entender que veio de encontro às espectativas. A campanha acabou e temos que nos unir num país que está a tentar sair de uma crise profunda. Damos uma esperança nova ao país e o que temos a dizer é felicitar Marcelo Rebelo de Sousa e que faça aquilo que disse, que seja um fator de coesão e que ponha em primeiro lugar os interesses do povo português”.

Apesar das inúmeras tentativas, não foi possível, até ao fecho da edição, falar com o deputado comunista, João Oliveira.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.