merida enamora 2
Diario do Sul
Twitter rectangular

Há 20 anos que acontece em Évora

Festival de Sopas n’O Garfo

Teimosamente, Leontina e João Marques, proprietários do Restaurante O Garfo, situado na Rua de Santa Catarina, bem no coração de Évora, promovem há 20 anos um Festival de Sopas tradicionais alentejanas que eleva a gastronomia regional a patamares alcançáveis por muito poucos.

28 Janeiro 2016

Esta festa de paladares e de odores repete-se ao longo dos próximos dias, com o menu diário do restaurante a disponibilizar pelo menos quatro a cinco sopas tradicionais, sendo possível degustar na sala de refeições do estabelecimento ou levar para o remanso do lar.

Durante a apresentação do evento, que contou com a presença de representantes de diversos órgãos de comunicação social, na passada sexta-feira, João Marques salientou o facto de o evento ocorrer há duas dezenas de anos sem que nenhuma entidade tivesse manifestado, alguma vez, interesse em colaborar.

“Acaba por ser desmotivante fazer este percurso de vinte anos completamente sozinho, ao ponto de ter vontade de desistir, contudo a paixão da Leontina pela gastronomia regional e o respeito que os nossos fiéis clientes merecem faz com que, ano após ano, aqui estejamos a celebrar o melhor que a nossa cozinha produz”, refere João Marques, o anfitrião da casa e escanção “encartado”.

Assim, os apreciadores das magníficas sopas tradicionais alentejanas dispõem até ao final do mês de Janeiro para desfrutar de mais de duas dezenas de propostas, em que o cunho regional está mais do que assegurado, não tivesse O Garfo cerca de 40 anos de existência.

João Marques, um dos excelentes interlocutores da gastronomia regional, e um apaixonado pela sua região, fala da importância do Festival das Sopas lembrando que a “necessidade aguçou o engenho dos alentejanos. A forma como as acelgas, os catacuzes, as beldroegas, as tengarrinhas e um número considerável de ervas aromáticas produzem uma sopa de sonho, em que o bom pão alentejano é elemento fundamental, diz bem da riqueza da nossa região”.

“Na procura do que a natureza oferece em cada época, os alentejanos foram aprimorando, ao longo dos séculos, a sua relação com as ervas, muitas de nascimento espontâneo, que enriquecem e diferenciam a gastronomia tradicional alentejana”.

Durante a apresentação do 20º Festival de Sopas Tradicionais Alentejanas, Leontina Marques preparou seis das mais representativas sopas da região: Feijão Manteiga com Mogango, de Tomate, Limado de Cardos com Bacalhau, Caldeta de Cação com Ameijoas, Sopa da Panela e Sopa de Rabo de Boi.

Contudo, o festival de Sopas incluirá muito mais, destacando-se Poejada de Bacalhau com Feijão, Sopa dos Ganhões, Calducho, Rechina, Sopa de Feijão com Ossos de Suã, Açorda de Alho e muito mais.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.