Diario do Sul
PORTUGAL 2020 SET

Carlos Pinto Sá invoca prejuízos para a cidade e para os habitantes

Município de Évora está contra o traçado para o comboio de mercadorias Sines-Badajoz

(...) Carlos Pinto de Sá disse não pretender por em causa a linha de mercadorias, que considera essencial ao desenvolvimento do território, mas sim encontrar uma solução que seja compatível com a cidade e a qualidade de vida dos seus habitantes. (...)

Autor :Maria Antónia Zacarias

Fonte: Redacção D.S.

01 Março 2016

A Câmara Municipal de Évora contestou o traçado que a empresa Infraestruturas de Portugal (empresa pública que resulta da fusão entre a REFER e Estradas de Portugal) apresentou, no sentido de fazer passar o comboio de mercadoras Sines-Badajoz pela zona urbana Senhora da Saúde. A decisão de repulsa foi aprovada por unanimidade pelos vereadores das três forças políticas, tendo sido já feito pela autarquia um pedido de audiência ao ministro da tutela.

O presidente da Câmara considera tratar-se de um traçado que, caso se viesse a concretizar, “traria significativos prejuízos para a cidade e para a qualidade de vida dos seus habitantes”. E explicou: “Salienta-se o elevado número de comboios a atravessar a zona urbana, tanto no período diurno como noturno, o isolamento de bairros, a afetação da tomada de vistas sobre a cidade e o comprometimento do crescimento desta para nascente”.

Não obstante, Carlos Pinto de Sá disse não pretender por em causa a linha de mercadorias, que considera essencial ao desenvolvimento do território, mas sim encontrar uma solução que seja compatível com a cidade e a qualidade de vida dos seus habitantes.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.