Diario do Sul
Twitter rectangular

Fundos da UE

Eurocidade Elvas-Campo Maior-Badajoz espera receber mais de 7,4milhões de euros da UE

A Eurocidade constituída por Badajoz, Elvas e Campo Maior espera receber mais de 7,4 milhões de euros de fundos comunitários, sobretudo para projetos de recuperação do património histórico dos três concelhos.

02 Março 2016

Para captação de fundos da União Europeia, através do programa Interreg V-A Espanha-Portugal 2014-2020, a Eurocidade candidatou os projetos GURA (Guardiães da Raia), num investimento na ordem dos 6,5 milhões de euros, e EUROBEC (Construindo a Eurocidade), de 968 mil euros.

Ambos os projetos foram ontem apresentados pelo alcaide da cidade espanhola de Badajoz e pelos presidentes dos municípios de Elvas e de Campo Maior, no Centro de Ciências do Café, em Campo Maior.

O projeto GURA prevê ações sobre o património dos três concelhos vizinhos, além de iniciativas conjuntas, enquanto o EUROBEC inclui estruturas de governabilidade e desenho estratégico da Eurocidade e pequenas ações de cooperação.

À margem da apresentação das candidaturas, o alcaide de Badajoz, Francisco Fragoso, disse aos jornalistas que o projeto da Eurocidade tem como objetivo desenvolver as zonas do Alto Alentejo e da Extremadura espanhola, além de “pressionar” os governos dos dois países e Bruxelas para a importância destas regiões.

“Pertencemos às regiões com menos desenvolvimento dos dois países e necessitamos de estar juntos para reivindicar, pois há muito para crescer”, afirmou.

Para o presidente do município de Elvas, Nuno Mocinha, a apresentação dos projetos constitui “mais um grande passo” rumo à “associação forte” deste projeto transfronteiriço, esperando, por isso, que as candidaturas sejam aprovadas até junho deste ano.

“Estas candidaturas podem alavancar todo o turismo desta região e constituir mais-valias para criar emprego e desenvolvimento que tanto necessitamos”, disse Nuno Mocinha aos jornalistas.

Para o presidente da Câmara de Campo Maior, Ricardo Pinheiro, o projeto da Eurocidade vai trazer um “fortalecimento” do turismo, um dos setores que a região deve seguir.

O projeto GURA prevê a recuperação de património histórico para ampliar a oferta cultural e turística dos três concelhos.

No âmbito desta candidatura, Badajoz espera receber de fundos comunitários mais de três milhões de euros, Elvas, que já viu classificadas como Património Mundial as suas fortificações, espera mais de 2,1 milhões de euros e Campo Maior mais de 1,2 milhões de euros.

O projeto EUROBEC, essencialmente vocacionado para a criação de uma estrutura de gestão e governação em comum, inclui a aquisição de material informático e vai ser executado pelo Ayuntamiento de Badajoz, com a participação dos municípios de Elvas e Campo Maior.

Os autarcas dos dois países esperam que os projetos englobados nas candidaturas estejam concretizados até 2019.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.