Diario do Sul
Twitter rectangular

De 6 de julho a 28 de agosto

O Festival de Teatro Clássico de Mérida abre-se ao público e à 'cena' nacionais

O director do certame, Jesús Cimarro, e o presidente da Junta de Extremadura, Guillermo Fernández Vara, apresentaram a programação da 62ª edição, esta quinta-feira, 19 de Maio, em Évora. O objetivo é atrair novos públicos e novas propostas cénicas que fixem a internacionalidade do Festival de Mérida.

Fonte: regiondigital.com

20 Maio 2016 | Publicado : 12:13 (20/05/2016) | Actualizado: 12:25 (20/05/2016)

O Festival de Teatro Clássico de Mérida, que este ano cumpre a edição número 62, fortalece o seu futuro com o olhar posta em Portugal. O diretor do certame, Jesús Cimarro, e o presidente da Junta de Extremadura, Guiliermo Fernández Vara, a programação de 2016 na cidade alentejana com um duplo objetivo: conquistar novos públicos em Portugal e estreitar relações com o sector das artes cénicas nacionais para abrir caminho a coproduções luso-espanholas.

Jesús Cimarro destacou esta manhã perante os meios de comunicação portugueses a necessidade de expandir o festival além fronteiras, para promover o certame e atrair mais público, bem como para enriquecer aprogramação com novos olhos e novas propostas cénicas própias de otros países, neste caso de Portugal, que podem nascer da colaboração entre companhias dos dois lados da fronteira. “Desta maneira faremos com
que o Festival de Mérida seja um evento verdadeiramente internacional, um estado ainda pendente. Consolidamos e cimentamos o público e a projecção local, regional e nacional do Festival. Agora, temos de trabalhar a sua dimensão internacional”, assinalou Cimarro.

O diretor recordou que a apresentação em portugal, “um país irmão com vínculos históricos estreitos com a Extremadura”, é um passo a mais nessa direção, como foi a integração do certame estremenho na Associação Europeia de Festivais, uma rede que integra uma centena de festivais de 40 países.

O festival de Mérida formalizou a união a este grupo coletivo o passado mês de abril na assembleia celebrada na cidade polaca de Wroclaw. A 62.ª edição do Festival Internacional de Teatro Clássico de Mérida arrancano próximo dia 6 de Julho com uma programação ampla e variada que, até 28 de Agosto, contempla sete grandes espetáculos no Teatro Romando de Mérida - todas estreias absolutas - e um concerto sinfónico a cargo do reconhecido violinista Ara Malikian.

Em menos de um mês, o certame vendeu mais de 13 mil entradas, o que indica o elevado interesse que a programação despertou este ano. Esta edição, a quinta que Jesús Cimarro dirige, aposta claramente na nova criação, com textos inéditos e originais, que abarca diversos géneros cénicos como teatro, música, dança, flamenco e, também, dramáticos como a comédia, tragédia, e musical.

Toda a programação pode ser consultada em www.festivaldemerida.es

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.