Diario do Sul
Twitter rectangular

Para o novo comandante da GNR de Évora

Segurança dos mais vulneráveis é a prioridade

O coronel João Maia assumiu, no passado dia 28 de junho, o Comando Territorial de Évora da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Évora, numa cerimónia presidida pelo Comandante-Geral, tenente-general Manuel Couto.

Autor :Bruno Calado Silva

Fonte: Diário do Sul

01 Julho 2016

O novo comandante territorial da GNR de Évora definiu como prioridade o policiamento de proximidade realçando que o “isolamento das pessoas é uma grande vulnerabilidade” e um fenómeno que durante o seu comando promete “acompanhar, apoiar” para garantir “a segurança dessas populações”.

Questionado pelos jornalistas quanto aos meios de policiamento e auxílio às populações mais isoladas e dispersas pela jurisdição geográfica da GNR – todo o distrito de Évora – o coronel João Maia apenas garantiu que há que “fazer muito com pouco e nesse sentido devem-se criar novas ideias, novas estratégias, ter outras formas de actuar” sem ficar à espera de “termos outros meios”. “Temos os meios que temos e é com estes que temos que continuar a viver”, acrescentou.

De saída para chefiar os Serviços Sociais da GNR, o coronel Costa Lima, que comandou a GNR de Évora nos últimos quatro anos, sublinhou que “estatisticamente, hoje, o Alentejo, em particular o distrito de Évora, é a região mais segura do País” o que, na sua opinião “sendo mérito de muita gente, é também da Guarda Republicana que é, no fundo quem garante a segurança dos 14 concelhos de Évora”. Mas Costa Lima, não deixando de agradecer os elogios do Comandante-Geral, reconheceu que os resultados que alcançou durante o seu comando “deveu-se essencialmente aos militares” com quem “trabalhou diariamente”. “Recebi hoje um elogio pelo esforço e dedicação dos 800 homens e mulheres que fazem com que tudo funcione, que conseguem perceber os interesses, as necessidades e a dinâmica das populações”, frisou.

Do currículo profissional do novo comandante da GNR de Évora, João Maia, o Curso de Oficiais Milicianos na Artilharia Antiaérea, o ingresso na antiga Guarda Fiscal em 1986, a chefia de diversos serviços e unidades da GNR, com destaque para o comando do Destacamento de Trânsito de Albufeira e Évora, a chefia da Secção de Investigação Criminal de Évora e Beja, entre outras atribuições. Mais recentemente foi o 2º comandante do Comando Territorial dos Açores.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.