Diario do Sul
diario jornal

Viana do Alentejo assina contrato de financiamento para a 2.ª fase do projeto de requalificação do centro histórico da vila

Fonte: Nota de Imprensa

11 Agosto 2016

Realizou-se dia 10 de agosto, em Vila Nova de Milfontes, a sessão de assinatura dos Planos de Ação de Regeneração Urbana da Região do Alentejo (PARU) de 30 Municípios da Região Alentejo, sendo que a Câmara Municipal de Viana do Alentejo esteve representada pelo vice-presidente, João Pereira.
Na cerimónia, presidida pelo ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, foram assinados os PARU a celebrar entre a Autoridade de Gestão do Alentejo 2020 e as câmaras municipais alentejanas, representando um investimento total de 22,7 milhões de euros e uma comparticipação FEDER de 20,3 milhões de euros.
Este contrato vem financiar parte do investimento municipal previsto para a concretização da 2ª fase do projeto de requalificação do centro histórico da vila de Viana do Alentejo e vem concluir o projeto iniciado no mandato anterior.
Do total da empreitada, publicada em Diário da República com um valor total de 1 milhão e 400 mil euros, este contrato representa um investimento público de 900.000 euros, dos quais 750.000€ são financiados pelo Alentejo 2020, porque se enquadra nos PARU para centros urbanos complementares, nomeadamente, na área da reabilitação do espaço público.
Com este projeto de requalificação do centro histórico da vila, o município continua a prosseguir como objetivos da sua intervenção, a valorização dos recursos estratégicos do território, a sustentabilidade energética, a promoção de uma sociedade mais inclusiva e a eficiência e racionalização dos serviços coletivos intermunicipais, sempre na prossecução do desenvolvimento e da coesão territorial do concelho.
Em breve o município conta com a aprovação da candidatura apresentada com a CIMAC, ao Eixo 7 do POR – Eficiência Energética e Mobilidade, no âmbito do PAMUS – Plano de Mobilidade Urbana Sustentável do Alentejo Central, para a 1ª fase da requalificação do centro histórico de Alcáçovas, investimento que ascende a 1 Milhão de euros, e continua a desenvolver todos os esforços para garantir a viabilização do Centro Social de Aguiar, investimento que ronda os 700 mil euros.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.