Diario do Sul
Twitter rectangular

Feira Anual de Cuba realiza-se de 1 a 5 de setembro

Fonte: Nota de Imprensa

30 Agosto 2016 | Publicado : 18:09 (30/08/2016) | Actualizado: 18:11 (30/08/2016)

A 83ª edição do certame. 5 dias de festa (de 1 a 5 de setembro), com espetáculos, artesanato, gastronomia, cante alentejano, diversões, tauromaquia, encontro de gentes e intercâmbio de culturas.
Tendo como principal objetivo a promoção das atividades económicas locais, potenciada pela realização de exposições temáticas e espetáculos, a Feira Anual de Cuba, é um evento que prima pela animação, encontro de gentes e intercâmbio de culturas, estimando o número de visitas em dezenas de milhares. 
O certame, este ano na sua 83ª edição, conta com a presença de vários expositores representativos do tecido empresarial da região, bem como de instituições locais e regionais, a par de um programa de animação variado, entre espetáculos musicais, cante alentejano, tauromaquia, diversões mecânicas ou animação de rua. 
Na parte dos espetáculos e da animação noturna, na quinta, a feira arranca no palco 2 com a estreia de GADZ BAND (21h30), passando depois para o palco 1 com o concerto de AGIR, às 23h00.
Na sexta-feira, ao início da noite (20h30) o destaque vai para o Cante Alentejano, com a comemoração do 30º Aniversário do Grupo Coral “Os Amigos do Cante”, que vai levar ao palco 2 uma série de atuações de grupos corais até às 23h00, hora em que começa o espetáculo de TIAGO BETTENCOURT, no palco 1.
Já no sábado, a componente musical da Feira de Cuba começa às 20h00, no palco 3 (localizado na Tenda da Mostra do Património Alentejano), com a atuação dos Chocalheiros de Vila Verde de Ficalho, seguidos pela atuação dos Ventos Alentejanos, no palco 2, às 22h00, antes do grande espetáculo da noite com os inconfundíveis “GNR”, pelas 23h00, no palco 1.
Domingo, volta a ser o palco 3 a dar início às atuações da noite, pelas 20h30, com Pedro Mestre e o seu espetáculo de Viola Campaniça e Cante ao despique. Às 21h30, já no palco 2, acontece o 2º Encontro de Grupos Corais Alentejanos Jovens e a noite continua depois com mais um nome incontornável no panorama da música portuguesa: PEDRO ABRUNHOSA & Comité Caviar, no palco 1, às 23h00.
No último dia da Feira de Cuba, segunda-feira, a proposta vai para o espetáculo de Ricardo Glória & convidados, que entre o kizomba e a música popular farão a festa no palco 2, a partir das 22h00.
A dar continuidade aos concertos, as noites de quinta, sexta e sábado integram ainda as Dj Sessions (por volta da uma da manhã), este ano com Dj B JUNIOR (palco 2, dia 01) Dj SEVEN e Dj FREDERICO BARATA acompanhado por ZICK LIVE PERCUSSION (palco 1, dia 02), Dj GUTU e Dj LADY VAN com a animação e coreografia em palco dos Topp Dancers (palco 1, dia 03).

“Festa do Nosso Pão”, “Grande Almoço Convívio dos Cubenses” e “1ª Mostra do Património Alentejano” destacam tradição e origens

Integrada na Feira Anual de Cuba – e a assinalar já a sua 17ª edição – acontece também a Festa do Nosso Pão. Um evento que visa, acima de tudo, promover um dos produtos locais mais importantes da região: o pão alentejano e as suas origens, contando com a mostra e venda de pão e bolos tradicionais de padaria, bem como exposições alusivas ao tema e trabalho ao vivo, demonstrando as diversas fases do fabrico de pão tradicional.
Também integrado no programa da Feira – e talvez para muitos um dos momentos mais especiais do certame – acontece no sábado o Grande Almoço dos Cubenses, a designação adotada para a 19ª edição do Encontro de Cubenses Não-residentes. Desde o ano passado com novo formato, o Almoço passou também a estar aberto à participação dos Cubenses residentes, procurando desta forma fomentar ainda mais o convívio, o estreitamento de amizades e a manutenção das fortes ligações dos participantes à nossa terra.
Em paralelo à Feira acontece ainda a 1ª Mostra do Património Alentejano – Produtos Cultura e Tradições – organizada pelo Município de Cuba, a Região de Turismo do Alentejo e a Terras Dentro - Associação para o Desenvolvimento Integrado.
Aqui, o objetivo é dar destaque aos produtos regionais, em particular o vinho de talha, o artesanato/artes e ofícios tradicionais, o Cante Alentejano e o Fabrico de Chocalhos (ambos Património Imaterial da Humanidade classificados pela UNESCO), entre muitos outros que tão bem caracterizam a identidade da região Alentejo. 
Assim, nos dias 2, 3 e 4 de setembro, o programa desta Mostra conta com Exposição e venda de artesanato, Artesanato ao vivo, Mostra e venda de produtos agroalimentares, a Recriação de uma taberna típica alentejana, a exposição sobre “O vinho de talha – uma tradição ancestral”, animação do espaço com multimédia, grupos de música popular e cante alentejano.
Destaque ainda para a realização da 1ª Conferência “O vinho de talha – Um herança viva no Alentejo”, que terá lugar na Adega da Casa de Monte Pedral, pelas 14:30, no dia 02.

Grupos corais rumam à “Catedral do Cante”

No total serão 13 os grupos corais a atuar durante a edição de 2016 da Feira Anual de Cuba. Por um lado, no Aniversário do Grupo Coral “Os Amigos do Cante”, natural de Cuba e que este ano assinala 30 anos de existência. Por outro, na segunda edição do Encontro de Grupos Corais Alentejanos Jovens.
A manter a tradição de comemorar o aniversário na Feira Anual de Cuba, “Os Amigos do Cante” convidam na sexta-feira, os “Camponeses” de Vale de Vargo, “Os Lagoias” de Portalegre, “As Margaridas” de Peroguarda, “Os Raízes do Cante” e “Os Ceifeiros” de Cuba e “Os Alentejanos” de Serpa.
Já no Domingo, às 22h00, um outro momento destaca o Cante na Feira de Cuba: o 2º Encontro de Grupos Corais Alentejanos Jovens, com as atuações dos “Seca’degas” de Vila Ruiva, “Moças d’Aldeia” da Boavista, “Grupo Coral da Vidigueira”, “Grupo Coral Juvenil de Alfundão”, “ Os Mainantes” de Pias, “Os Discípulos” de Beja e os “Bafos de Baco” de Cuba.

Forte vertente tauromáquica e inauguração do “Monumento ao Forcado”

À semelhança de anos transatos, a Feira de Cuba inclui na sua programação Touradas à Vara Larga, a sempre aguardada Largada de Touros na praça central da vila e o Encerro de Touros, na primeira noite da Feira, pelas 00h30, numa rua paralela ao recinto da Feira (Avenida da EBI). Além disso, acontece ainda tradicional Corrida de Toiros, no Sábado, dia 03, pelas 17h00, que este ano assinala os 10 anos de existência do Grupo
de Forcados Amadores de Cuba.
Ainda a aproveitar a vertente tauromáquica da Feira Anual, o Município de Cuba inaugura no sábado um “Monumento ao Forcado”, destacando a “bravura dos cubenses que fizeram e fazem a história da festa brava no concelho de Cuba”. A cerimónia está marcada para as 11h00, na rotunda de acesso ao Aeroporto de Beja.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.