merida enamora 2
Diario do Sul
Twitter rectangular

Casa do Avô, Dom Joaquim e Cimas são os vencedores da 1ª edição

CVRA e Casa do Azeite anunciam os três vencedores do “Melhor Restaurante Mediterrânico 2015”

• 1ª edição de um Concurso pretende ser de caráter anual • Iniciativa pretende incentivar a dieta mediterrânica como arte de viver • Os prémios foram entregues no evento “Grande Prova Mediterrânica – Azeites e Vinhos do Alentejo” em Outubro

04 Novembro 2015

A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana e a Casa do Azeite acabam de anunciar os três vencedores do Concurso “Melhor Restaurante Mediterrânico 2015”. Numa iniciativa em prol da dieta mediterrânica como arte de viver, estas duas entidades desafiaram todos os restaurantes do país a concorrerem ao “Melhor Restaurante Mediterrânico” apresentando as suas melhores receitas tendo por base este tipo de dieta.

A Casa do Avô em Albufeira, o Dom Joaquim em Évora e o Restaurante Cimas no Estoril foram os vencedores desta primeira edição que se pretende de caráter anual.

Os três vencedores foram selecionados de entre um conjunto de seis finalistas que foram visitados pelo júri, sob a forma de anonimato, de forma a avaliar a qualidade do menu preparado (entrada, prato e sobremesa), o serviço e a capacidade de informar os clientes sobre os produtos dos parceiros envolvidos e os principais conceitos e vantagens da dieta mediterrânica.

Um dos critérios de avaliação do concurso era que os menus de degustação combinassem vinhos e azeites em pratos que cumpram os parâmetros definidos na dieta mediterrânica. O concurso esteve aberto à participação de restaurantes de todo o país. A análise das propostas dos restaurantes candidatos para a eleição dos seis finalistas foi feita por um júri composto por cinco membros: um jornalista de vinhos, um jornalista de gastronomia, um representante da CVRA, um representante da Casa do Azeite e um especialista em dieta mediterrânica/representante da Associação Portuguesa de Nutricionistas.

De entre os vários tipos de restaurantes, a organização aceitou apenas três categorias a concurso. Foram elas a “cozinha de autor” - restauração moderna, com cozinha, atmosfera e serviço sofisticados, recorrendo a produtos de qualidade máxima; a “cozinha gastronómica” – espaço de cozinha contemporânea e de autor, recorrendo a produtos de qualidade máxima; e a “cozinha tradicional” – espaços reconhecidos pela qualidade e autenticidade da gastronomia regional.

O anúncio do vencedor do “Melhor Restaurante Mediterrânico”, bem como do 2.º e 3.º classificado foi realizado em cerimónia pública integrado no programa da “Grande Prova Mediterrânica – Azeites e Vinhos do Alentejo”, evento anualmente realizado por estas instituições em Lisboa.

O Alentejo é a região líder no mercado nacional – quer na quota de mercado em volume (44,7%) quer em valor (45,5%), segundo os dados ACNielsen, na categoria de vinhos engarrafados de qualidade com classificação DOC e IG. Os Vinhos do Alentejo juntam 263 produtores e 97 comerciantes numa área total de vinha de 20 670,68 hectares, sendo que a área total de vinha aprovada para DOC Alentejano é de 14 437,15 hectares.

Receitas apresentadas:

Casa do Avô | Categoria de Restaurante Tradicional:

• “Sardinha Alimada, Suas Ovas e Salada Montanheira” servido com um Herdade do Arrepiado Velho Branco 2013

• “Galinha Cerejada com Figos e Amêndoas” com um Aventura Tinto 2013

• “Pudim de Mel e Azeite de Monchique” com um Herdade do Esporão Late Harvest 2012.

Restaurante Dom Joaquim | Categoria de Restaurante Tradicional:

• Tiborna de pão com azeite virgem extra Herdade do Rocim com flôr de sal e orégãos

• Mão de borrego de pasto alentejano assado no forno com batatinhas

• Gelado de azeite Herdade do Rocim e mel

Restaurante Cimas | Categoria de Restaurante Tradicional:

• Alcachofra quente ou fria servida com Bombeira do Guadiana Rosé 2013

• Perdiz de Escabeche fria acompanhada com Casa dos Zagalos Tinto Reserva 2009

• Trouxa-de-ovos Luiz Rocha (Beja) com Monte da Ravasqueira Late Harvest 2012

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.