Diario do Sul
diario jornal

Educação

Bravo Nico e Lurdes Pratas Nico INTEGRAM Conselho Consultivo da APEFA-ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS

11 Janeiro 2016

De acordo com a APEFA, visando a implementação de políticas públicas de Educação e Formação de Adultos, permanente e ao longo da vida, ajustadas e amigas das pessoas e suas geografias, numa lógica inclusiva e participativa de todos os adultos, reuniu, pela primeira vez, na cidade do Porto, no dia 8 de Janeiro de 2016, o Conselho Consultivo daquela instituição, que integra os Professores da Universidade de Évora, Bravo Nico e Lurdes Pratas Nico, e personalidades da academia, das empresas e da sociedade civil como são os casos de Dom Francisco Senra Coelho (Bispo Auxiliar de Braga), Licínio Lima (Professor da Universidade do Minho), Santana Castilho (Professor do Instituto Politécnico de Santarém), João Dias da Silva (dirigente sindical da FNE) e Júlio Magalhães (jornalista televisivo).

Na reunião, em que tomaram posse os Conselheiros da APEFA, foi feita uma análise, muito participada, da situação atual das políticas de educação e formação de adultos, nomeadamente os efeitos negativos das constantes alterações de orientação política que se têm verificado nos últimos anos e que têm determinado uma certa ineficácia e desaproveitamento do investimento realizado na qualificação dos adultos portugueses, que foi considerado um elemento estruturante para o desenvolvimento humano, social e económico do país.

Bravo Nico e Lurdes Pratas Nico desenvolvem, há longos anos, a sua atividade científica, académica e cívica, na área da educação de adultos e da educação comunitária e do seu papel no desenvolvimento local e na promoção da cidadania. A Escola Comunitária de São Miguel de Machede (desde 1998) e, mais recentemente, a Universidade Popular Túlio Espanca da Universidade de Évora (desde 2009) têm sido os principais projetos que têm coordenado e dinamizado e através dos quais têm concretizado o seus pensamentos e modelos pedagógicos, nesta dimensão fundamental da educação.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.