Diario do Sul
diario jornal

importações aumentaram, exportações decresceram; setor perdeu mais de 2 mil empresas em 10 anos;

Vendas de mobiliário para o lar em Portugal cresceram 6,9% em 2015

Autor :informa

Fonte: press release

14 Julho 2016

A procura interna no setor do mobiliário para o lar em Portugal manteve em 2015 a tendência ascendente iniciada em 2014, após a forte deterioração sofrida no período 2011-2013, no qual as vendas em Portugal acumularam uma queda de aproximadamente 30%.

Segundo o estudo setorial da Informa D&B ‘Mobiliário de Lar’, em 2015 este setor registou vendas de 385 milhões de euros, mais 6,9% do que em 2014, exercício no qual já tinha registado um crescimento de 5,9% face a 2013.

A balança comercial do setor registou em 2015 um superavit de 347 milhões de euros. Este valor representou, no entanto, cerca de 10% menos do valor contabilizado em 2014, fruto do decréscimo das exportações (-3,6%) e de um significativo aumento das importações (+17%).

Estrutura do setor

O número de empresas fabricantes de mobiliário de lar em Portugal teve um crescimento em 2014 de 2,2%, situando-se ligeiramente acima das 3 850. Apesar da retoma, esse valor contrasta com as mais de 6 000 empresas que operavam no setor no ano 2004.

Mais de 85% do total de empresas conta com um quadro de pessoal inferior a 10 trabalhadores e só três empregam mais de 250 pessoas, o que reflete a grande atomização que ainda caracteriza o tecido empresarial do setor.

Importa assinalar também a concentração geográfica da atividade na zona Norte de Portugal, na qual se localizam mais de 65% das empresas do setor, situando-se de seguida as zonas Centro e Lisboa.

Dê-nos a sua opinião

Incorrecto
NOTA: As opiniões sobre as notícias não serão publicadas imediatamente, ficarão pendentes de validação por parte de um administrador.

NORMAS DE USO

1. Deverá manter uma linguagem respeitadora, evitando conteúdo malicioso, abusivo e obsceno.

2. www.diariodosul.com.pt reserva-se ao direito de eliminar e editar os comentários.

3. As opiniões publicadas neste espaço correspondem à opinião dos leitores e não ao www.diariodosul.com.pt

4. Ao enviar uma mensagem o utilizador aceita as normas de utilização.